Resposta sai hoje

Bolsonaro impõe condições para ir ao Jornal Nacional

Presidente está negociando, mas prazo está apertado para resposta


Bolsonaro no Jornal Nacional
Bolsonaro quer impor condições para ir ao Jornal Nacional - Foto: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro (PL) está impondo condições para participar da entrevista ao Jornal Nacional no mês de agosto. Aliados do candidato estão em conversas com a direção da Globo negociando uma lista de pedidos, mas a resposta precisa de urgência. O prazo para definir se vai comparecer à sabatina termina nesta quinta-feira (04), conforme determina as regras do encontro.

Notícia dada pelo Painel da Folha e confirmada pelo NaTelinha com fontes próximas ao presidente, indica que a tendência é que Bolsonaro aceite o convite do JN e divida a bancada do William Bonner e Renata Vasconcellos no dia 22 de agosto, primeiro das sabatinas com os presidenciáveis. Mas para isso, ele tenta convencer a direção de jornalismo da Globo a ceder a alguns pedidos.

O mais urgente, segundo apurou a reportagem, é permissão para transmitir a sabatina em suas redes sociais. O presidente costuma colocar ao vivo todas as entrevistas que concede aos veículos de comunicação em seu canal no YouTube. A tendência, no entanto, é que a Globo vete esse pedido. A direção entende que isso abriria precedente para uso do conteúdo do canal na plataforma de vídeo e ela tem uma política muito rígida neste sentido. Mesmo assim, as negociações continuam.

O prazo para a definição sai em poucas horas. As regras das sabatinas do Jornal Nacional determinam que os candidatos convidados respondam se vão ou não às entrevistas até 23h59 desta quinta-feira. Foram convidados, além de Bolsonaro, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Ciro Gomes (PDT), Simone Tebet (MDB) e André Janones (Avante). As ordens e os dias das conversas foram definidas por sorteio realizado nessa semana. Fontes da emissora confirmaram que, até o meio-dia desta quinta-feira, apenas Ciro e Tebet haviam confirmado presença. Procurada, a assessoria de comunicação da Globo informou que apenas na sexta-feira (05) irá liberar a lista dos candidatos que atenderam ao convite.

Lula e Bolsonaro na sabatina

imagem-texto

Mesmo faltando três semanas para a sabatina do JN, o evento vem dando canseira para a Globo. Com as indefinições de Lula e Bolsonaro, a emissora tentou pressionar os candidatos, dando um prazo curto para a resposta sobre a participação. Por outro lado, a movimentação intensa do petista nos bastidores coloca em risco a organização do evento, que pode acabar esvaziado.

Existe expectativa de que tanto um quanto o outro aceitem o convite do Jornal Nacional por conta da visibilidade que o programa oferece. Em 2018, as sabatinas registraram média acima de 30 pontos só em São Paulo e foram assistidas por aproximadamente 35 milhões de pessoas no Brasil. Essa vitrine, segundo entendimento das campanhas de Lula e de Bolsonaro, não se pode ser ignorada.

Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do Telegram.

Participe do grupo
Mais Notícias