Mudou

Vice da CNN critica polarização nas eleições: “Não vamos ceder a nenhum tipo de pressão"

Emissora quer fazer a mesma cobertura que a sede americana costuma entregar


Leandro Cipoloni é o diretor da CNN Brasil
Leandro Cipoloni é o diretor da CNN Brasil

A CNN Brasil não vai baixar a cabeça para o clima de polarização e violência que pode marcar as Eleições 2022. Quem garante é o vice-presidente de Jornalismo do canal, Leandro Cipoloni. Segundo ele, o canal vai enfrentar a hostilidade de frente e manter o trabalho jornalístico sem diminuir a guarda. Além disso, a expectativa é de apresentar, na estreia da cobertura no país, o mesmo modelo conhecido no mundo todo por conta do canal americano.

Leandro explica que o clima de violência não aterroriza a emissora ou a equipe. “Não vamos ceder a nenhum tipo de pressão. Desde o início, cumprimos nosso papel nesse ambiente hostil e chegamos preparados para enfrentar — o verbo correto é este — as eleições de outubro", diz.

O NaTelinha já havia mostrado que a CNN Brasil via as eleições como uma espécie de guerra e estava treinando a equipe com uma equipe de segurança para enfrentar o momento. À reportagem, o vice-presidente do canal lembra que manterá o trabalho, independente do que acontecer. "Nossa cobertura é e será ancorada, com absoluto rigor, na imparcialidade, na independência e na defesa indelével da democracia. Além disso, nossos profissionais estão sendo treinados por uma equipe de segurança especializada em grandes eventos para evitar situações de violência. Não mediremos esforços na defesa de nossos colaboradores”.

CNN Brasil investe no digital

imagem-texto

A CNN Brasil já nasceu multiplataforma porque tem programação ao vivo em mais diversas frentes. Além de TV e rádio, os programas são exibidos no YouTube, site e até nas redes sociais. Para o período eleitoral, este formato seguirá, como na sabatina, que foi entregue para Carol Nogueira e já começa na semana que vem.

Sobre a cobertura das eleições, Cipoloni lembra que o objetivo é transmitir o mesmo modelo da CNN americana. “Nosso objetivo é criar aqui a mesma cultura e para isso vamos proporcionar ao público uma cobertura jornalística de excelência, com rapidez nas informações e profundidade nas análises", garante.

CNN Brasil nas Eleições

Além da sabatina, já confirmada e com início previsto para a próxima segunda-feira (08), a CNN Brasil conseguiu negociar a realização de um debate em formato de pool com o SBT, Estadão e Terra. A intenção é contar com os dois principais candidatos na corrida eleitoral, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Jair Bolsonaro (PL). A ausência deles foi o fator decisivo para o canal suspender seu debate solo e que aconteceria na próxima semana. 

Leandro lembra que o canal se preparou e contratou para o momento. "Tivemos reforços na redação e em ferramentas tecnológicas. Nossa estratégia principal é investir no potencial de nossos colaboradores, que formam o time de jornalismo mais imparcial e criterioso do país”, finaliza.

Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do Telegram.

Participe do grupo
Mais Notícias