Antenado

Eleições 2020: CNN "vence" GloboNews na cobertura; Bonner e Lo Prete se destacam

Canais fizeram trabalho interessante ao logo de todo domingo (15)

Eleições 2020: CNN
Recém-chegada, Márcio Gomes foi um dos grandes destaques da cobertura - Reprodução

Gabriel Vaquer

Publicado em 16/11/2020 às 10:01:57

Para muita gente, as eleições municipais são um famoso ensaio para a eleição geral. O pleito de ontem (15), por exemplo, pode ser um indicativo político do que ocorrerá em 2022. Não é diferente para os canais de TV, sejam eles especializados em notícias ou não. Com cobertura o dia todo e apostando na análise, o primeiro turno deixou claro algumas tendências que vão ser seguidas. No balanço, todas as emissoras fizeram um trabalho bastante interessante.

Em TV aberta, a Globo foi a melhor das Eleições 2020. Com longos boletins durante sua programação, de até 10 minutos, a rede atualizava praticamente tudo o que acontecia. Os boletins após às 17h, com William Bonner e Renata Lo Prete mantiveram a excelente dobradinha entre a dupla, que já começou e foi bem avaliada em 2018. E o motivo é simples: ambos conseguem trazer leveza, análise e informação.

Aqui, vale um parênteses maior para Renata Lo Prete. Já de algum tempo, a âncora do Jornal da Globo faz do telejornal que apresenta, talvez, no mais imperdível da televisão brasileira. Quando está nas eleições, a gente entende ainda mais o motivo de Lo Prete ser tão celebrada. Além de ser muito didática ao falar de política, Renata sabia tudo sobre os candidatos vitoriosos ou que foram para segundo turno. Muito bem informada e tranquila.

continua depois da publicidade

Na Record, chamou a atenção o trio bastante experiente. Eduardo Ribeiro, que ganha cada vez mais espaço na casa, dividiu espaço com Christina Lemos e Augusto Nunes. O grande problema é que, de tanto discordarem entre si, Christina e Nunes acabavam se atropelando em alguns momentos. Outro ponto foi ver um certo tom positivista quando se falou do Rio de Janeiro e desempenho acima do esperado de Marcelo Crivella (Republicanos). A gente tenta não pegar no pé, mas a Record pede. É inegável o tom defensivo ao bispo licenciado da Igreja Universal.

No SBT, pouco a se falar. Apesar dos boletins rápidos durante a programação, a cobertura mesmo só ocorreu depois da meia-noite e de maneira resumida demais, sem detalhamento. Na RedeTV!, apesar do tempo extendido em relação a emissora de Silvio Santos, por exemplo, também faltou profundidade nas opiniões e nas análises. Faltou também um ponto de equilíbrio oposto a maioria da mesa, notoriamente mais ligada à direita.

continua depois da publicidade

A Band, fora da Globo, seguiu sendo a mais correta. Até pela experiência que tem de anos de cobertura de excelência, o tempo que ficaram no ar foi muito bem usado, com discussões excelentes. Novamente, a emissora do Morumbi mostra que jornalismo e esporte são mesmo seus carros-chefes.

Márcio Gomes ajuda CNN a "ganhar" primeiro turno da GloboNews

Entre os canais de notícias pagos, dá pra dizer que os três principais tiveram ótimos desempenhos. GloboNews, CNN Brasil e BandNews, como já tinham feito nas eleições americanas, entregaram conteúdo de excelência. Entre diversos nomes, podemos destacar Márcio Gomes, que acabou de chegar no canal novato. E ter um nome com essa qualidade faz muita diferença no fim das contas.

continua depois da publicidade

Adaptável a qualquer formato, Márcio Gomes tomou conta das seis horas de cobertura da CNN Brasil. Didático, informado, generoso com a sua colega, Daniela Lima, ele deixou uma cobertura mais dinâmica, sabendo bem conduzir e rodar toda a equipe grande que tinha - além de Daniela Lima, estavam próximos Glória Vanique e Rafael Colombo, igualmente ótimos. E nesse quesito, o dinamismo, a CNN venceu a sua principal concorrente.

A GloboNews tinha como trunfo seu famoso "time da análise", como sempre fala Heraldo Pereira. Mas o formato apresentado, com muitos comentaristas na tela - em dado momento, eram 10 nomes - deixou tudo muito arrastado. Talvez um revezamento de horários, de cinco em cinco, deixasse a coisa mais fluída. Mesmo assim, o trabalho foi bom. Vale destacar aqui Nilson Klava, jovem promessa do jornalismo global, que já brilha faz algum tempo. E, claro, Andréia Sadi, Flávia Oliveira, Julia Duailibi e Natuza Nery, sempre com comentários certeiros.

continua depois da publicidade

Na BandNews, mais que um nome, o que faz a força parece ser a equipe. A grande qualidade do canal foi mostrar tudo o que acontecia o tempo todo. Foi a única emissora, por exemplo, a exibir o pronunciamento dos dois candidatos a prefeito que foram ao segundo turno na íntegra, sem perder nenhum momento. A agilidade é a palavra de ordem por lá. Inclusive, vale pontuar: a BandNews tem evoluído muito no conteúdo, e a eleição mostrou isso.

A ver quem se dá melhor daqui para frente. Afinal, como se diz na política: o segundo turno é uma outra eleição. E, consequentemente, uma outra cobertura para quem trabalha.

continua depois da publicidade



Siga o NaTelinha nas redes sociais

Reportar erro

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!