Daniel César
Reportar erro
TVxTV

Atuação da Semana: Mariana Ximenes dá altivez à personagem complexa

Atriz vem entregando das melhores interpretações da carreira

Cena de Nos Tempos do Imperador com Luísa olhando
Na novela Nos Tempos do Imperador, Mariana Ximenes brilha como Luísa - Foto: Reprodução/Globoplay
Daniel César

Publicado em 06/09/2021 às 08:15:00

Na novela Nos Tempos do Imperador, Mariana Ximenes recebeu a difícil missão de ser a outra sem ser a vilã da história escrita por Alessandro Marson e Thereza Falcão. Como condessa de Barral, ela precisou buscar elementos diferenciados em seu currículo para fugir do marasmo e vem entregando uma das melhores interpretações de sua carreira, com muita altivez.

Aceitar um papel em uma produção de época pareceu, a princípio, voltar a um ponto comum que já não vinha dando certo, afinal Mariana errou a mão em suas últimas interpretações neste formato, como em Joia Rara (2013). Para piorar, Luísa é uma personagem da aristocracia e que foge da interpretação borbulhante que ela deu a outras personagens no passado. Além de uma tarefa fácil, parecia um papel além da capacidade artística dela.

Havia outro problema, ao se pensar do ponto de vista da própria narrativa, já que a personagem é amante do protagonista, Dom Pedro II (Selton Mello). Acontece que, normalmente, em situações assim Luísa correria o risco de ser rejeitada, afinal, faz mal para uma espécie de mocinha, a imperatriz Tereza Cristina (Letícia Sabatella). Ou seja, mais uma casca de banana para a experiente atriz.

Mas se enganou quem pensava assim. Ximenes deu uma volta em tudo o que havia entregue até o momento com outros personagens e vem surpreendendo como a Condessa de Barral. Quem acompanha a trajetória dela sabe que a atriz interpretou mulheres fortes, mas sempre com composições explosivas, como Tancinha em Haja Coração (2016) e, principalmente, Clara, a vilã de Passione (2010).

Mariana Ximenes ousa em personagem de Nos Tempos do Imperador

Atuação da Semana: Mariana Ximenes dá altivez à personagem complexa

Como a condessa de Barral, Mariana foi por outro caminho e, diferente do erro cometido em outras produções de época em que insistiu numa composição contemporânea, dessa vez, quem acompanha a trajetória de Luísa, tem a sensação exata que ela é uma típica aristocrata do fim do século XIX no Brasil.

A construção minimalista mostra uma personagem que sabe o que quer, mas principalmente uma atriz madura e capaz de abandonar vícios para entregar tudo o que precisa ao papel.

É bem verdade que Nos Tempos do Imperador ainda não caiu nas graças do público, mas quem vê pode enxergar em Mariana Ximenes algo que poucas vezes se viu em outros papéis dela: a ousadia em descer o tom e procurar uma construção narrativa menos caricata e mais naturalista. Acertou em cheio.




Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Participe do grupo
Mais Notícias