Reportar erro
Visão Panorâmica

La Casa de Papel continua ágil e com reviravoltas mirabolantes

Novos episódios se aprofundam mais nos personagens

Cena de La Casa de Papel
Cena de La Casa de Papel - Foto: Reprodução/Netflix
Naian Lucas

Publicado em 05/09/2021 às 10:50:06,
atualizado em 06/09/2021 às 10:53:33

A Netflix disponibilizou os cinco primeiros episódios da última temporada de La Casa de Papel. E todos os ingredientes que fizeram a série ser um fenômeno seguem lá: muita adrenalina, personagens carismáticos, produção muito bem feita e reviravoltas mirabolantes que, muitas vezes, não fazem o menor sentido.

Quando surgiu para o público, em 2017, a produção chamou a atenção por ter um enredo parecido com as tramas dos Estados Unidos da TV aberta, mas com uma linguagem que se aproxima muito mais das telenovelas latinas. Quem assistia um episódio da série tinha a sensação que ocorreram mais de mil acontecimentos ao mesmo tempo.

E toda essa adrenalina na tela também tinha um plus por causa dos personagens. Com frases bem humoradas e romances divertidos, era difícil não torcer pelos bandidos. Só que a história já demonstrava ser capenga na primeira temporada pelo simples fato de usar diversas vezes o recurso do gancho falso.

Era o personagem que levava um tiro e depois estava muito bem, momento em que o Professor seria descoberto, mas não passava de mais uma enganação, enfim, artifícios que os críticos detonam em novelas, mas fechavam os olhos para La Casa de Papel. Tanto que ela venceu o Emmy Internacional de melhor série.

O sucesso foi tão grande que ganhou novas temporadas. E aí ficou ainda mais nítida a deficiência do enredo. Se o começo e o fim empolgavam, o meio apenas enrolava. Em todas as temporadas. Sem exceção. Os roteiristas tinham que criar histórias para preencher espaço e, como disse acima, eram reviravoltas mirabolantes.

Eis que chega a quinta temporada e a expectativa era que teríamos mais barriga e viradas sem pé nem cabeça. Grande engano. Os novos episódios simplesmente conseguiram seguir uma linha lógica – apesar de ainda usar recursos ultrapassados – e ainda se aprofundou nos personagens.

O Professor nunca esteve tão frágil quanto nos episódios iniciais da quinta temporada. Mesmo sendo um gênio, teria sido muito mais interessante se o protagonista de La Casa de Papel errasse com maior frequência. Daria maior humanidade. Enfim, isso ficou para os episódios finais.

La Casa de Papel e os últimos cinco episódios

imagem-texto

A última parte da quinta temporada chegará em dezembro – caso a Netflix não adie – e todos saberão qual vai ser o fim da produção. A expectativa é que os bandidos consigam vencer e terminem felizes para sempre. Porém, a reta final mostrou que é possível que os roteiristas sigam um caminho bem diferente.

La Casa de Papel não é perfeita, longe disso. Mas sairá de cena cumprindo seu papel. Mesmo com os graves erros, divertiu o público, teve alta repercussão e ainda criou discussões ao redor do mundo. Fica a torcida para que a série seja aposentada definitivamente e a Netflix não invente de criar spin-off, reboot ou remake.

Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Participe do grupo