Visão Panorâmica

Mercado aquecido e visibilidade: As mudanças da Libertadores no SBT

Competição é da emissora de Silvio Santos até 2022

Mercado aquecido e visibilidade: As mudanças da Libertadores no SBT
SBT fechou contrato com a Conmebol - Foto: Reprodução

Publicado em 11/09/2020 às 12:29:00

Por: Naian Lucas

SBT fechou contrato com a Conmebol para transmissão da Taça Libertadores da América entre 2020 e 2022, superando a concorrência de outras TVs e surpreendendo o mercado após a Globo rescindir o contrato com a entidade sul-americana de futebol. A nova casa do torneio tem levantando curiosidade, principalmente porque haverá mudanças no modo de acompanhar a competição.

O público se acostumou por décadas a ver a Libertadores na Globo e agora poderá ver os jogos no SBT. O "novo normal" do futebol aquecerá o mercado e, principalmente, aumentará a concorrência nas quartas-feiras.

Consolidação

O SBT já transmitiu os principais campeonatos de futebol, como Copa do Mundo e até a própria Libertadores. Inclusive, o desenvolvimento da Copa do Brasil ocorreu por causa da emissora de Silvio Santos. Em 1995, a final entre Grêmio e Corinthians rendeu média de 42 pontos e pico de 54.

Contudo, o canal parou de investir no esporte durante um longo período, voltando a ter um grande evento com a Copa do Nordeste em 2018. Apesar de ter exibido a final do Campeonato Carioca 2020 em julho, o SBT terá que trabalhar para atrair o público, acostumado há décadas com as transmissões da Globo, e se tornar consolidado no setor. Experiência positiva do passado a emissora já tem.

Atenção dividida

Durante muito tempo, a Globo foi dona dos direitos de transmissão dos principais campeonatos de futebol. Mesmo dividindo o Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil com Record – de 2002 a 2006 – e Band – de 2007 a 2015 –, o público era obrigado a acompanhar o mesmo jogo nos canais.

Agora a Globo apostará no Corinthians pelo Campeonato Brasileiro, enquanto o SBT exibe a Libertadores. Claro que as atenções vão se dividir entre os fãs de futebol, já que o time paulista tem a segunda maior torcida do país.

Menos visibilidade

O SBT vai fazer uma grande cobertura da Libertadores em sua programação, mas a Globo irá diminuir o espaço da competição em sua grade. Isso fará com que a visibilidade do torneio talvez seja menor, já que a emissora carioca tem quase três vezes mais audiência que o canal de Silvio Santos.

Ainda tem o fator TV paga. O SporTV é a emissora de esporte mais vista e ela deverá investir em outros torneios para manter o público. As rodas de discussão, por exemplo, devem apostar no Campeonato Brasileiro.

Nova opção

A ida da Libertadores para o SBT dará uma nova opção ao telespectador. Apesar de dividir as atenções com o Brasileirão, o público terá a oportunidade de decidir se quer ver o jogo na Globo ou na emissora do homem do baú.

Até então, para poder escolher determinada partida, era preciso pagar TV a cabo. Com maior concorrência, os canais vão montar estratégias para segurar os espectadores durante as exibições dos jogos e podemos esperar novidades nos próximos dias.

Acessibilidade

O futebol vinha perdendo cada vez mais espaço na TV aberta, já que os canais pagos estavam ganhando preferência. As partidas do Corinthians no Brasileiro, por exemplo, estavam em sua grande maioria indo para o Premiere. Agora o público poderá acompanhar o clube alvinegro na Globo.

A Libertadores também estava recebendo maior destaque na TV fechada, tanto que o Flamengo foi o clube “número 1” do torneio na TV aberta. Desta vez, com a transmissão do SBT, isso deverá mudar. A estreia do canal no torneio serão os jogos de Palmeiras e Grêmio, com divisão de rede.

Mercado aquecido

A Globo tem uma grande equipe de esporte e experiência de décadas, mas há muitos bons profissionais fora do canal e que o público da TV aberta talvez não saiba. Isso significa que o SBT vai aquecer o mercado. Téo José foi o primeiro nome fechado com a emissora para ser a voz oficial do torneio.

A empresa ainda terá que contratar comentaristas, mais um narrador, já que exibirá dois jogos por rodada, e repórteres, além de equipe de bastidores. O único ponto "negativo" para o mercado é que a transmissão será gerada pela Conmebol, o que não exigirá investimento do SBT para o pessoal de campo.


Siga o NaTelinha nas redes sociais

Reportar erro

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!