Nova novela

O que pode dar certo e o que pode dar errado em “Bom Sucesso”

Nova novela das 19h estreia nesta segunda-feira (29) e tem muitas polêmicas

O que pode dar certo e o que pode dar errado em “Bom Sucesso”
Protagonistas de "Bom Sucesso", novela que estreia nesta segunda-feira (29) na Globo

Publicado em 29/07/2019 às 04:59:41 ,
atualizado em 29/07/2019 às 09:25:41

Por: Naian Lucas

A estreia da nova novela das sete, nesta segunda-feira (29) na Globo, vem recheada de perguntas e quase nenhuma resposta. "Bom Sucesso" é a segunda trama da dupla de autores Rosane Svartman e Paulo Halm e, além disso, marca o retorno de Antônio FagundesGrazi Massafera para o horário após quase 10 anos. 

Esses dois pontos já são elementos que podem ajudar a entender as razões de que a trama que substitui "Verão 90" pode dar certo, mas também pode dar errado (com toda a obviedade, se é que vocês me permitem). 

Ter Antônio Fagundes no elenco é garantia de grande atuação, seja no naturalismo ou na farsa. "Bom Sucesso" promete uma comédia romântica leve e bem diferente do que se viu na produção anterior, e este formato o ator domina completamente.

O mesmo acontece com Grazi. A atriz sai do universo de Walcyr Carrasco após duas novelas ("Verdades Secretas" e "O Outro Lado do Paraíso") com direito a ter sido indicada ao Emmy Internacional pela primeira. Agora, ela retorna ao horário das sete, onde fez "Tempos Modernos" ao lado de Fagundes, com muito mais envergadura e fugindo dos dramalhões típicos de Walcyr. Uma aposta que pende para ser certeira.

Ao se pensar no elenco protagonista, os dois mocinhos que brigarão pelo amor de Paloma, personagem de Grazi, há elevado risco. Se Rômulo Estrela vem crescendo com ares de galã, em seus trabalhos anteriores ele não convenceu o suficiente para garantir que tem condições de segurar um papel contracenando com atores de alto nível e, vale lembrar, misturando doses de drama e timing de humor. Se Rômulo é um risco, David Júnior vai além e parece uma escolha pensada para criar um falso triângulo, já que ninguém vai torcer por seu personagem devido à limitação do intérprete.

Mas propor uma comédia romântica com nuances de tons cults, dando direito a citações literárias, não parece ser o forte da dupla de autores. Em "Totalmente Demais", Rosane e Paulo já propuseram algo semelhante ao trazer a gata borralheira moderna e o resultado foi desastroso. A primeira imersão dos dois no horário das sete foi numa tentativa frustrada de construir comédia romântica, onde não se entregou nem a comédia nem o romance. 

É preciso lembrar, no entanto, que já neste primeiro trabalho, os roteiristas apostaram alto em uma novela ágil, cheia de viradas e com muitos ganchos. Naquela situação, a inexperiência acabou fazendo com que muitos pecados acabassem estragando o todo e, talvez, mais maduros, consigam encontrar o tom da proposição.

As referências literárias que povoam muitos núcleos de "Bom Sucesso" é também uma aposta mais arriscada que, propriamente ousada. Foi assim que "Tempos Modernos" fracassou em números de audiência e obrigou o autor a modificar a estrutural textual. Dificilmente a nova novela das sete tentará impor aquele estilo, porém é algo a se ficar de olho.

A escolha de Sheron Menezes como uma vilã é bastante interessante. Acostumada a construir sempre os mesmos tipos, a atriz parece pronta para entregar uma vilã típica de comédias românticas e, caso ela se entregue completamente ao papel, certamente irá funcionar. Se a vilã pode funcionar, o vilão é tiro certeiro: Armando Babaioff é, certamente, a mais acertada escolha como vilão, um papel que ele merecia há tempos.

Em todas as situações de "Bom Sucesso" o que pode dar mais errado na novela é a experiência que os autores carregam junto ao público e à crítica ao longo de sua trajetória na Globo. Seja em "Malhação" ou em "Totalmente Demais", eles cometeram o mesmo erro: ao ver a audiência naufragar, rasgaram a sinopse e descaracterizaram seus personagens em busca de audiência fácil. E este perigo sempre ronda uma nova novela. 


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!