Canal Like

Dark, uma série para quem curte ficção e suspense

 Dark, uma série para quem curte ficção e suspense
Dark é uma série recheada de viradas surpreendentes

Redação NT

Publicado em 18/10/2020 às 13:30:35

Qualquer fã de histórias episódicas conhece aquele prazer particular de encontrar uma série de TV legal pra chamar de sua. A gente emburaca numa maratona seguida de outra até que, de repente, acha a tal perolazinha escondida na concha. Nesse programa, a concha é a Netflix e a pérola é a série alemã Dark, que mistura suspense e ficção científica.

continua depois da publicidade

A narrativa se passa numa cidadezinha chamada Winden e realmente existe um município com esse nome na Alemanha. Mas a ideia dos criadores era simplesmente representar uma comunidade pequena, acuada pelo medo de uma tragédia como foi o desastre nuclear de Chernobyl, na União Soviética. Isso porque o lugar abriga uma usina conectada a uma rede de cavernas no subterrâneo. A Winden real, só por curiosidade, é cercada por uma floresta que as pessoas dizem ser mal assombrada.

continua depois da publicidade

Reza a lenda que os irmãos Grimm se inspiraram nela pra escrever a versão deles de João e Maria, e outros contos assustadores. Antes que vocês perguntem, o elemento sci-fi da trama são as viagens no tempo. Só que o roteiro é muito bem costurado, evitando um efeito colateral comum nesse tipo de produção, que é deixar várias pontas soltas pela trama. A primeira grande interrogação que a série planta na cabeça do espectador é o desaparecimento de um garoto. Logo a gente percebe que não é um caso isolado. De alguma maneira, os sumiços estão ligados à usina e os segredos obscuros de quatro famílias. Cada episódio vai acrescentando uma pecinha no quebra-cabeças.

continua depois da publicidade

As cavernas de que eu falei funcionam como buracos de minhoca, conectando pontos diferentes na linha do tempo. Na primeira temporada, os personagens circulam por 2019, 1953 e 1986. Ou seja, existe um intervalo de 33 anos. Aquele jovem do início da história, que tinha desaparecido em 2019, foi parar em 1986. Ok, agora você quer saber o porquê o moleque foi parar lá. Eu vou ter que explicar que ele é filho de um policial. Esse mesmo policial já tinha sofrido com o desaparecimento do irmão caçula, 33 anos antes. Tudo culpa do acidente nuclear que criou uma distorção no espaço-tempo. Claro que isso é apenas um fiapo no novelo de lã cheio de personagens convivendo em realidades paralelas.

continua depois da publicidade

É o básico da teoria da relatividade, do Albert Einstein, explicado de uma maneira simples e fantasiosa. Passado, presente e futuro estão interligados, mas o importante aqui são as relações sinistras entre as quatro famílias da cidade e o impacto do tempo na natureza humana. O protagonista do seriado é Jonas, filho do rapaz que ficou preso em 1986. Quando adulto, Jonas se torna um viajante do tempo tentando desfazer alguns eventos que ele ajudou a criar.

continua depois da publicidade

Na segunda temporada, os roteiristas provaram que tem o domínio da narrativa e Dark não corre o risco de perder o rumo. O nosso papo científico agora tem a ver com a partícula de Deus e a grande explosão que deu origem ao universo. Duas explosões parecidas acontecem e a cidade de Winden praticamente desaparece num evento apocalíptico de 27 de junho de 2020. Se as três linhas temporais pareceriam confusas, acrescente os anos de 1921 e 2052. Qualquer semelhança com o escritor britânico H.G. Wells, do livro A Máquina do Tempo, não é mera coincidência. Fato é que o Doutor Tannhaus tentou voltar ao passado pra salvar a família e acabou dividindo o mundo em dois, unidos por um nó.

continua depois da publicidade

Óbvio que o Jonas e a parceira dele Martha encontram uma brecha no tempo e tentam dar um jeitinho de consertar o erro. Deu pra sentir que Dark é uma série recheada de viradas surpreendentes, daquelas que fazem você ficar criando as suas próprias teorias narrativas na cabeça. Anote a minha dica: toda ação gera uma reação e a história sempre se repete.

Curtiu a ideia desse conteúdo? Ele está disponível no Netflix. Para mais dicas, acesse o Canal Like no 530 da Claro ou nas redes sociais canallikeoficial. Até a próxima dica!

continua depois da publicidade