Visão Panorâmica

"O Sétimo Guardião" capítulo 100: O que deu errado na novela de Aguinaldo Silva

Placa de Serro Azul
"O Sétimo Guardião" se passa na cidade fictícia de Serro Azul

Publicado em 07/03/2019 às 22:15:32

Por: Naian Lucas

A novela das 21h da Globo, “O Sétimo Guardião”, chegou ao seu capítulo 100 nesta quinta-feira (07) obtendo dois resultados para lá de incômodos: audiência negativa e críticas insatisfatórias. Mas afinal, o que deu errado na trama de Aguinaldo Silva?

O autor é considerado um dos mais vitoriosos, em termos de audiência e prestígio, dentro da Vênus Platinada. É o único que somente escreveu para o horário das 21h quando o assunto é telenovela e é responsável por sucessos icônicos como “Roque Santeiro”, “Tieta” e “Senhora do Destino”.

O NaTelinha fez um levantamento para tentar entender o que deu errado na trama que prometia devolver ao horário nobre da emissora o realismo fantástico que havia sido abandonado há muito tempo.

Nas redes sociais, por exemplo, grande parte da crítica à telenovela se dá justamente por conta do realismo fantástico. Parte da audiência parece ter ficado incomodada com o fato do autor tratar o tema com o olhar voltado para os anos 90 e não para o que é praticado atualmente.

“'Game of Thrones' e 'The Walking Dead' são exemplos de realismo fantástico do modelo atual de dramaturgia. Aguinaldo Silva fez o caminho oposto”, comentou um internauta assistindo a um dos capítulos da trama.

Ao se observar os capítulos de “O Sétimo Guardião”, nota-se que o autor construiu um realismo fantástico amparado numa pequena cidade em que fatos misteriosos acontecem sem grandes explicações e, quase sempre, sob a ótica do humor. Esse é um modelo muito utilizado pelo próprio autor em suas outras obras (“A Indomada”) e até de outros dramaturgos brasileiros, como Dias Gomes (“Saramandaia”).

Mas “O Sétimo Guardião” também não conseguiu cair nas graças do público, segundo parte da crítica, por conta de sua história ter se encerrado logo no início. O colunista do UOL, Nilson Xavier, chegou a escrever que, ao revelar todos os mistérios da trama central, a novela não tinha para onde ir.

Restando pouco mais de 60 capítulos para o fim da novela que parece amaldiçoada por tantos problemas de bastidores, Aguinaldo Silva promete uma grande virada a partir do capítulo 123, com a entrada de um serial killer que deve dar cabo da vida de diversos personagens da obra.

Naian Lucas escreve há 10 anos e já fez de tudo um pouco nas redações. Apaixonado por televisão, é roteirista e trabalha na área desde 2014. Atualmente, é repórter do NaTelinha e aficcionado por tudo que envolve dramaturgia. Siga-me no Twitter: @naiaan


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!