TVxTV

Atuação da Semana: Com "Aruanas", Taís Araújo cria a Olivia Pope brasileira e arrasa

Atriz está irresistível na pele da advogada Verônica

Atuação da Semana: Com
Taís Araújo compilou a "Olívia Pope tupiniquim" em "Aruanas"

Publicado em 07/07/2019 às 08:55:43

Por: Daniel César

Os brasileiros ficaram alguns anos ensandecidos com uma mulher americana. Olívia Pope (Kerry Washington) ganhou o coração dos fãs de seriados americanos e por sete temporadas levou à loucura uma legião de fãs no Brasil que acompanhava "Scandal". Agora, já se pode dizer que o país tem sua própria Olívia Pope: Taís Araújo em "Aruanas".

A série é uma produção exclusiva Globoplay e estreou no último dia 28 de junho, mas cabe nesta semana porque a Globo exibiu como degustação o episódio piloto na TV aberta na última quarta-feira (02). E todos puderam acompanhar cada detalhe da composição de Taís Araújo em mais uma de suas muitas personagens icônicas e, pode-se ir além, talvez a maior delas.

Em "Aruanas" ela é Verônica Muniz, advogada e ativista, uma das fundadoras da ONG ambiental que dá nome à série. Bem relacionada, elegante e com muita fibra, ela não costuma aceitar não como resposta. Seja de suas colegas a quem ela costuma ter uma posição de líder, seja com policiais corruptos ou até mesmo diante de juízes. 

E Verônica é quem dá o peso jurídico à produção. É a personagem que busca o equilíbrio para todas as outras. Se Luiza (Leandra Leal) é de ação e não mede as consequências e Natalie (Débora Falabella) é uma jornalista mais ativa, cabe à advogada equilibrar tudo e, às vezes, até dar ordens. E como ela as dá.

Com um texto profundo e que coloca "Aruanas" como a melhor imersão do Globoplay no mundo das séries, Verônica só pode ser um sucesso por causa de Taís Araújo. A advogada que desfila pela floresta amazônica, por cidadezinhas do interior do Acre ou por Brasília com a mesma altivez, não perde uma discussão e tem resposta para tudo (lembrou de Olívia Pope?).

Taís pensou em cada detalhe nesta composição. Do jeito de andar que lembra muito a deslumbrante Kerry Washington que criou um novo estilo de caminhar empoderado, até mesmo no tom de voz que está quase sempre debochando de seus interlocutores por se considerar mais inteligentes que eles.

A atriz brilha em muitos momentos da produção. Seja na disputa com os mineradores que querem destruir uma reserva indígena ou mesmo com políticos sujos que ela precisa buscar favores. Ela também dá a dosagem correta em sua história de amor (não darei detalhes para fugir de spoilers) que poderia levar o público a odiar a personagem, mas Taís Araújo não permite por conta de seu cuidado ao compor sua Verônica.

Se o público ou a crítica algum dia teve dúvida do talento da camaleoa Taís Araújo, a mulher capaz de ir de Preta ("Da Cor do Pecado", 2004) a Maria da Penha ("Cheias de Charme", 2013), em "Aruanas" não resta dúvida: ela é uma das mais completas atrizes brasileiras e a atuação da semana.

E se nada disso o convenceu, "Aruanas" oferece uma cena e tanto: Taís Araújo, ao lado de Débora Falabella cantando "Evidências" de Chitãozinho e Xororó. Impossível não amar.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!