Brilhando muito

Atuação da semana: Marjorie Estiano dá show e pega “Sob Pressão” para ela

Atriz protagonizou uma grande sequência essa semana

Atuação da semana: Marjorie Estiano dá show e pega “Sob Pressão” para ela
Marjorie Estiano brilhou em "Sob Pressão" e é a atuação da semana

Publicado em 30/06/2019 às 08:15:56

Por: Daniel César

Na primeira temporada de “Sob Pressão”, a crítica e parte dos telespectadores fizeram questão de elogiar o brilhante trabalho de Marjorie Estiano na série da Globo. A tal ponto de que muita gente apostou que ela estaria na lista final de indicadas ao Emmy Internacional. A indicação não chegou, mas a atriz segue brilhando intensamente e, no décimo episódio da última temporada da série, roubou a cena e mostrou que é, disparada, a maior aquisição desta produção.

É bem verdade que Júlio Andrade acumula duas indicações ao maior prêmio de televisão mundial fora dos EUA, ambas por “Um Contra Todos”, série da Fox. Mas não se já não cabia comparação entre a envergadura de ambos, após o décimo episódio, qualquer tentativa de paralelo tornou-se quase que vergonhosa.

Num capítulo em que a direção optou por inovar e apresentar três belíssimos planos-sequências, Marjorie foi a única do elenco a agarrar a oportunidade dada, visto que os olhos do Brasil e, certamente de outros países se depositarão por conta da inovação estética.

Ela sempre foi uma atriz visceral. Desde que surgiu na TV como a vilã Natasha de “Malhação” em 2004, ela já se mostrava fugir do caminho do naturalismo e não costumava adotar nenhuma tática minimalista de interpretação. Como bem disse Aguinaldo Silva ao elogiá-la quando protagonizou “Duas Caras” em 2007: “Como não elogiar uma atriz que o nariz fica vermelho quando chora?”

Marjorie sempre foi uma das melhores, senão a melhor intérprete de sua geração. Com “Sob Pressão” ela recebeu a oportunidade de imprimir uma linguagem diferente da tradicional telenovela e vem brilhando mesmo em episódios com roteiros fracos e que não oferecem grande complexidade na composição de sua personagem.

Não se trata de afirmar que Carolina é ou não é uma personagem ruim. Não é. Porém, como quase toda a dramaturgia brasileira, a médica sofre com camadas de sutilezas no texto. Diante disso, Marjorie poderia embarcar no texto que, às vezes, pende para o mambembe, mas ela foge disso e entrega uma composição tropical, quase um tom acima do esperado.

Neste episódio em especial, com a câmera a perseguindo por todos os ângulos, coube a atriz saber a hora certa de dar a movimentação exata para manter o distanciamento correto do olhar do público. Além da marcação que, obviamente foi difícil a todos, Marjorie teve de escolher sobre a postura corporal de sua personagem, visto que a câmera em plano-sequência praticamente persegue o ator. E ela interpretou com cada pedaço de seu gene.

A impressão que se deu ao final deste décimo episódio foi que “Sob Pressão” foi escrito e pensado especificamente para dar a Marjorie Estiano a oportunidade de brilhar. E ela agarrou com unhas e dentes. O resultado foi um deslumbre.  

E a série vai terminar, mas a atriz não ficará muito tempo de fora. É que ela já está escalada para a supersérie de Maria Adelaide Amaral, "O Selvagem da Ópera", que estreia no ano que vem. Essa escalação, inclusive, pode afastá-la por mais um anos das telenovelas.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!