TVxTV

Atuação da Semana: Com sofrimento de Lola, Glória Pires rouba Éramos Seis para ela

Glória Pires fez um trabalho que chamou a atenção

Atuação da Semana: Com sofrimento de Lola, Glória Pires rouba Éramos Seis para ela
Glória Pires está brilhando em Éramos Seis. Foto: Divulgação

Publicado em 08/12/2019 às 08:46:06

Por: Daniel César

Conduzir sofrimento em dramaturgia não é uma tarefa fácil. Seja para autores, diretores e, principalmente, para o elenco. No caso de Éramos Seis, a morte de Júlio (Antônio Calloni) era ainda pior por ser um momento aguardado da obra já vista outras vezes na TV. E a responsabilidade maior estava nas mãos de Glória Pires, que deveria dar o tom correto de sofrimento para sua Lola. E a atriz arrasou.

Desde a estreia da novela das 18h, Glória fez uma opção diferente e interessante para compôr a protagonista. Para dar o ar de dona de casa submissa, diferente da mulher poderosa e com presença de cena que ela tem, a atriz optou por estar sempre com a cabeça ligeiramente baixa e derrubou o tom de voz quase ao ponto de sussurro. Por si só, isso já era um feito e tanto para garantir credibilidade a uma personagem datada.

Nesta semana que acabou, no entanto, Glória foi além e abraçou a morte de Júlio para mostrar toda sua versatilidade dentro de uma personagem que é basicamente sem grandes nuances. A típica dona de casa de um período que já não existe mais no Brasil e vive para agradar os filhos e o marido não é exatamente a mais rica das personagens da dramaturgia.

Em comparação a Lola de Éramos Seis, na mesma semana foi lançada The Marvelous Mrs Maisel, que mostra mulheres modernas e com diversas facetas - e não apenas a protagonista. Mesmo com tão pouca, Glória Pires já vinha fazendo muito e agora brilhou.

O sofrimento de Lola desde a morte de seu marido foi o grande momento da trama de Ângela Chaves até aqui. Da tristeza por perder o homem de sua vida, até a tentativa de consolar os filhos e, principalmente, as reflexões desesperadoras sobre o futuro, em todos os momentos Glória Pires acertou.

Se enquanto esposa ela era submissa, como viúva ela entendeu a necessidade de ganhar protagonismo. O desabafo da mulher no túmulo de Júlio já foi com outro tom e, em todos os momentos práticos, a voz já subiu. Glória Pires entendeu que sua Lola não era mais a mãe, ela passou a ser o estandarte da família e por isso precisava mudar.

Glória Pires já é uma das maiores atrizes da história da telenovela brasileira e em Éramos Seis ela conseguiu pegar a trama para si quando sua personagem teve a necessidade de brilhar. E graças ao novo momento de Lola, ela é a atuação da semana.



Melhores do Ano NaTelinha 2019: Vote e eleja os destaques do ano na televisão!


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!