Reportar erro
Inflação indigesta

Juliette deveria receber quase R$ 3 milhões por vitória no BBB21; entenda

Prêmio foi atualizado pela última vez em 2010 pela Globo

Juliette com dois milhos grandes atrás
Juliette faturou R$ 1,5 milhão; mas prêmio deveria ser maior - Foto: Divulgação
Thiago Forato

Publicado em 05/05/2021 às 04:30:41,
atualizado em 05/05/2021 às 10:28:34

Juliette fez valer seu favoritismo na noite desta terça-feira (4) derrotando Fiuk e Camilla de Lucas na grande final do BBB21, levando R$ 1,5 milhão para casa. A premiação do reality, no entanto, reajustado pela última vez em 2010, quando era de R$ 1 milhão, deveria ser de R$ 2,763 milhões se acompanhado a inflação.

Desde quando Marcelo Dourado levou o prêmio atualizado de R$ 1,5 milhão pra casa até agora, a inflação anotou 84,25% no período. O prêmio que era milionário em 2010, perdeu 45,7% - praticamente metade -, do poder de compra e em valores atualizados, hoje equivale a R$ 814 mil de acordo com levantamento feito financista Fabrizio Gueratto, criador do canal 1Bilhão Educação Financeira no YouTube, a pedido do NaTelinha.

A redução ocorre devido ao IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), medido mensalmente pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), que calcula a variação de preços para o consumidor.

Prestes a completar 20 anos no ar, o Big Brother teve a premiação dada ao grande campeão alterada apenas duas vezes: em 2005, quando Jean Willys faturou o BBB5 e levou R$ 1 milhão e no de Dourado, no BBB10. Entre 2002 e 2004, nas quatro primeiras temporadas, o valor foi de R$ 500 mil.

Um dado curioso, aliás, é que desde Kleber Bambam levou o prêmio de meio milhão de reais pra casa em 2002, a inflação acumulada é de 208,47%. Se a Globo apenas corrigisse o montante do BBB1 até hoje, o prêmio reajustado seria de R$ 1,565 milhão, praticamente o que Juliette faturou.

Como se proteger da inflação?

Juliette deveria receber quase R$ 3 milhões por vitória no BBB21; entenda

Para proteger o dinheiro que ganhou da inflação, segundo Gueratto, é fácil. "Tem vários investimentos de renda fixa que rende o IPCA, que é a inflação oficial, que rende IPCA+ 3%, 4%, inclusive, títulos do Tesouro [Direto], que é emprestar dinheiro pro governo. Proteger o dinheiro da inflação é uma tarefa muito simples", explica ele.

Mas o profissional alerta que é necessário diversificar os investimentos. "Eu só colocar em um investimento de renda fixa e um em renda variável, estou diversificado? Não, não estou diversificado. Preciso fazer uma diversificação dentro dessas classes, tenho que ter investimento de curto, médio e longo prazo na renda fixa, e investimentos de longo prazo também na renda variável."

Outro fator importante, segundo o financista, é proteger a carteira de investimentos sobre possíveis oscilações, fazendo hedge. "O hedge é uma proteção. O que é? É todo investimento que vai na contramão do que estou investindo. Por exemplo, geralmente, quando a Bolsa de Valores cai, o Dólar sobe. Porque se nossa economia está ficando mais fraca, a economia americana em geral está ficando mais forte. Ações americanas, ouro, é um hedge. E além disso, tem que ter um pedacinho também, no máximo 5%, em criptomoedas", orienta.

No entanto, não há motivo para desespero. Sair com R$ 1,5 milhão na mão e colocar todo o capital na renda fixa por dois meses, por exemplo, para entender um pouco do mercado financeiro e ter uma rentabilidade maior não é prejudicial, pelo contrário. "Não são esses dois meses que vão fazer a diferença na vida deles com uma rentabilidade um pouquinho menor", avalia.

"Melhor que fazer uma besteira. Vários perderam tudo que ganharam. O Cowboy [Rodrigo Leonel do BBB2], Dhomini [BBB3]... Não precisa sair igual um louco, se você não entende algo, estuda! E tenha sempre um profissional do lado", alerta ele, que disponibilizou um vídeo no YouTube sobre o prêmio do BBB21, também com cálculos e orientações e que você confere abaixo:



Mais Notícias