Enfoque NT

Simples Assim estreia preso ao roteiro e com cara de TV fechada

Angélica retorna às tardes de sábado da Globo com o Simples Assim

Simples Assim estreia preso ao roteiro e com cara de TV fechada
Angélica na estreia do Simples Assim - Reprodução/TV Globo

Thiago Forato

Publicado em 10/10/2020 às 16:10:00 ,
atualizado em 10/10/2020 às 17:28:36

Depois de mais de dois anos sem um programa para chamar de seu, estreou na tarde deste sábado (10), o Simples Assim, apresentado e concebido por Angélica. Com o tema felicidade como mote, o primeiro episódio explorou as diferentes nuances do sentimento, conversando com as diversas faixas etárias para entender o que é ser feliz.

O Simples Assim abusou do roteiro e se mostrou ensaiado demais. Seja nas conversas com as faixas diferentes de idade no início, mas principalmente no arrastado quadro Dilemas da Vida Real, que reuniu um par casado há 25 anos, mas que até então residiam em cidades diferentes. Ele, em São Paulo, e ela, Franca. Separados por 400 quilômetros.

O objetivo era um argumentar para o outro porque deviam se mudar para suas respectivas cidades, com direito a mini-plateia, onde familiares e amigos apresentaram diferentes ideias para que cedessem e passassem a viver, enfim, juntos. No final das contas, os dois acabariam cedendo, mas é ele quem foi viver em Franca. De acordo com eles, uma decisão pautada pelo amor à família, amigos e à Franca.

O programa de Angélica também serviu para que ela revivesse a atuação. Com pequenas esquetes - a primeira com Marcos Caruso e João Côrtes -, ela representou uma filha preocupada com o pai. E ao conversar com os atores sobre o que é felicidade, ambos foram enfáticos. Para Caruso, é "dar", e Côrtes, é a "liberdade".

Cara de TV fechada

O mais desavisado que não sabia da estreia do Simples Assim, pode ter pensado que estava assistindo a alguma nova atração do GNT.

Talvez nichado demais (resta saber qual o nicho), o Simples Assim não teria fôlego na TV aberta se tivesse bons concorrentes no horário. Pouco competitivo, e com uma pergunta repetitiva sobre a tal felicidade, a estreia serviu para mostrar também que talento não se esquece ou se perde.

Angélica, que por mais de dois anos ficou na geladeira, fazendo uma pontinha aqui ou ali, exibiu boa performance com os convidados, com a naturalidade e fluidez de sempre.

No entanto, para quem viu a loira detonando em programas de auditórios e games, é frustrante não só vê-la fora do ar, mas também em programas potencialmente fracos, como o Simples Assim.


Thiago Forato é jornalista, assina a coluna Enfoque NT desde 2011, além de matérias e reportagens especiais no NaTelinha. Converse com ele pelo e-mail thiagoforato@natelinha.com.br ou no Twitter, @tforatto


Siga o NaTelinha nas redes sociais

Reportar erro

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!