Reportar erro
Coluna Especial

Quem ganha com a troca de Faustão por Tiago Leifert?

Paulo Leal assina a coluna especial analisando o troca troca na grade dos programas da Globo e Band

Faustão e Tiago Leifert segundo o microfone no palco dos seu programas na Globo em montagem do NaTelinha
Faustão acerta com a Band e Tiago Leifert assumiu seu lugar na Globo - Foto: Montagem
Redação NT

Publicado em 02/07/2021 às 07:11:00,
atualizado em 02/07/2021 às 14:07:43

Ô loco, meu! A antecipação da saída de Faustão, sem direito a despedida, com o anúncio da substituição por Tiago Leifert, pode ter pego o mercado publicitário de surpresa, mas não é uma notícia ruim. Pelo contrário, significará uma grande movimentação que deve gerar ganhos para todos: Globo, Band, Fausto Silva, Leifert, anunciantes e agências.

A entrada de Tiago Leifert, um jovem de 41 anos, vai rejuvenescer as tardes de domingo na Globo e deve fazer a emissora atrair mais marcas, com perfis diferenciados, como os jovens, e não só as das donas de casa, da grande audiência e da massificação. Essa movimentação tem tudo para dar espaço a ações mais criativas do que o merchandising tradicional que era feito no Domingão, há 32 anos no ar.

Por outro lado, a chegada de um baita nome como Faustão à Bandeirantes gera uma repercussão enorme. Faustão, de 71 anos, deve levar amadurecimento e muitos anunciantes para a Band. Vai causar grande efeito para a emissora contar com ações de merchandising mais amplas e novos clientes que ele seguramente ajudará a levar. O apresentador deve ter feito um acordo com a Bandeirantes não só de remuneração fixa, mas também de uma participação nos resultados de merchandising e patrocínio. Isso é comum nas relações entre apresentadores e emissoras.

Pelo lado da audiência, Faustão levará uma fatia de seu público para a Band, mas grande parte dele fica pelo caminho. A Globo compensará a perda com um público mais jovem trazido pelo Tiago Leifert. A audiência dos domingos da Globo tem se mantido estável nos últimos três anos e não são esperados grandes solavancos, para baixo ou para cima.

Faustão pode inovar no comercial da Band

Alinhado a isso tudo, as emissoras poderiam aproveitar a oportunidade para abrir uma experiência inédita de associar as campanhas de merchandising aos perfis dos apresentadores em redes sociais, como YouTube, Facebook e Instagram. Isso seria uma revolução para as TVs e mercado publicitário.

Acredito que Faustão teria maior flexibilidade para negociar a expansão dos anunciantes para suas redes sociais na Band, já que a Globo proíbe essas iniciativas para seu elenco. Atualmente, com o social commerce, as marcas podem comercializar seus produtos diretamente pelas redes em campanhas multiplataformas. É mais um ganho extraordinário para todos.

Se a Band fizer, Tiago ganha mais força para abrir esse caminho também, contando com um público heavy user de redes sociais. Se a Globo ceder, terá um ganho enorme para ela mesma. E para todo o mercado publicitário e marcas.

Com essa troca de guarda num dos horários mais tradicionais da TV, o ganho para o mercado anunciante e para as agências de publicidade sem dúvida nenhuma será espetacular. Um mar de oportunidades será aberto com o rejuvenescimento do merchandising das tardes dos domingos da Globo e com o amadurecimento do horário na Band. Vamos ver quais marcas e agências saberão aproveitar melhor essas mudanças, com criatividade. Afinal, como diz o Faustão, quem sabe faz ao vivo!


Paulo Leal é country manager da SamyRoad Brasil