Reportar erro
Retrospectiva

Vilões, triângulo e volta triunfal: Relembre as 5 melhores temporadas do BBB

Nova edição do reality show, que promete ser “histórica”, estreia em 21 de janeiro

Grazi e Jean na final do BBB5, Gleici vence o BBB18, Alemão e Siri no BBB7
Amizades, reviravoltas e triângulo amoroso marcaram as melhores edições do BBB (Fotos: Globo/Reprodução)
Walter Felix

Publicado em 10/01/2020 às 05:53:00

O BBB20 estreia no dia 21 de janeiro na Globo, com a promessa de uma edição “histórica”. Anônimos e personalidades convidadas pelo diretor Boninho devem formar o elenco do reality show, que precisa se reinventar para alcançar o sucesso e a repercussão de outrora.

Relembre a seguir cinco temporadas do Big Brother Brasil que foram sucesso de audiência e repercussão e que seguem no imaginário do público como algumas das melhores épocas da casa mais vigiada do país:

BBB10

Vilões, triângulo e volta triunfal: Relembre as 5 melhores temporadas do BBB

Entre os fãs do Big Brother Brasil, a 10ª edição é quase unanimidade. Um elenco memorável, com figuras divertidas, jogadores inteligentes e barraqueiros de primeira linha fizeram do BBB10 uma das melhores temporadas.

Entre as novidade daquele ano, havia um elenco mais “colorido”, com três participantes homossexuais: Angélica Morango, Serginho Orgastic e Dicesar, que também era drag queen. O elenco feminino se destacou: Anamara, Lia e Elenita protagonizaram alguns dos maiores arranca-rabos. Fernanda, que por pouco não passou despercebida, se mostrou jogadora formidável na reta final, garantindo o segundo lugar.

Mas o favoritismo foi de Marcelo Dourado, que já havia participado do BBB4 e usou essa experiência para conquistar a torcida do público.

BBB5

Vilões, triângulo e volta triunfal: Relembre as 5 melhores temporadas do BBB

A divisão maniqueísta entre o bem e o mal nunca ficou tão clara em um reality show quanto no BBB5. Logo nas primeiras semanas, um grupo ganhou a simpatia do público, para o azar da panelinha oponente, que se mostrava mais articulada no jogo, mas sem grande estima por parte da audiência.

Os ditos “vilões” foram eliminados do programa com recordes de rejeição, deixando a disputa para os amigos que cativaram os telespectadores. Na finalíssima, o professor baiano Jean Wyllys, que levantou bandeira ao se assumir homossexual, superou até mesmo a popularidade e graça de Grazi Massafera. Os dois ficaram em primeiro e segundo lugar, respectivamente.

Com média de 47,5 pontos na Grande São Paulo, segundo o Ibope, a quinta temporada foi a de maior audiência do BBB. A final chegou a picos de 61 pontos.

BBB7

Vilões, triângulo e volta triunfal: Relembre as 5 melhores temporadas do BBB

O triângulo amoroso entre Diego Gasques (o Alemão), Íris Stefanelli (a Siri) e Fani Pacheco se destacou no BBB7. A irreverência do trio incomodou os adversários, que trataram de arquitetar a ida de cada um deles ao paredão. Quando Fani se desvencilhou dos outros dois, Alemão e Siri se tornaram o casal queridinho do Brasil.

Na sétima semana, os pombinhos se enfrentaram no paredão, gerando uma espécie de “final antecipada”. Com a eliminação de Siri, a expectativa era ver Alemão eliminar um por um de seus desafetos, sempre com larga vantagem de votos, até faturar o prêmio principal. Não deu outra: ele foi o campeão daquele ano, recebendo nada menos que 91% dos votos para vencer a disputa.

BBB18

Vilões, triângulo e volta triunfal: Relembre as 5 melhores temporadas do BBB

Vocês não imaginam o prazer que é estar de volta!”. Ao ser eliminada em um paredão falso, Gleici Damasceno pegou carona no enredo de O Outro Lado do Paraíso, novela das nove exibida à época, planejou um retorno triunfal e tomou para si o posto de mocinha do BBB18. Com sua jornada, a acreana fez cair o queixo daqueles que duvidavam que ela iria longe no jogo.

Gleici desbancou até o sírio Kaysar Dadour, hoje ator, que além de carisma levou ao programa uma história comovente de refugiado de guerra. A edição também ficou marcada pela presença de Ana Clara e seu pai Ayrton, a Família Lima, que conquistaram o carinho do público e chegaram em terceiro lugar.

BBB4

Vilões, triângulo e volta triunfal: Relembre as 5 melhores temporadas do BBB

Uma luta de classes marcou a quarta temporada do BBB, com uma divisão espontânea dos participantes entre ricos e pobres. Nesse contexto, a frentista Solange roubou a cena. Transou com o namorado, Rogério, um dos fatos que desencadearam sua briga inesquecível com a rival Marcela. Em outra cena impagável, durante uma prova de resistência, Solange cantou a sua versão de We Are The World - ou “Iarnuou”, como ela dizia.

Mas a briga pelo prêmio ficou entre a babá Cida e a promotora de eventos Juliana, recordista de paredões até a época. Amigas, apesar de pertencerem a mundos opostos, as duas se enfrentaram na última berlinda, em que Juliana levou a pior. Na final, Cida superou Thiago - curiosamente, os dois foram os últimos selecionados para aquela edição, por meio de sorteio - e se tornou a primeira mulher a vencer o programa.

Dê sua opinião: Para você, qual foi a melhor temporada do BBB?

Qual foi a melhor temporada do BBB?

Mais Notícias