Reportar erro
Pesquisa inédita

Formato do Xou da Xuxa ganhou versões em quase 10 países

Pesquisa acadêmica indica que formato brasileiro deu origem a cerca de 30 programas na América e na Europa

Xuxa Meneghel em 3 montagens durante os sete anos à frente do Xou da Xuxa
Xuxa Meneghel levou o formato do Xou da Xuxa para vários países - Foto: Montagem/NaTelinha
Sandro Nascimento

Publicado em 12/10/2021 às 04:30:00,
atualizado em 12/10/2021 às 09:16:44

Continua crescendo na televisão brasileira o espaço dedicado aos formatos internacionais. Muitas emissoras, inclusive, nem se dão mais ao trabalho de traduzir os nomes das atrações. São vários os exemplos disso: de Big Brother a The Voice, passando por MasterChef e, mais recentemente, The Masked Singer. Mas o Brasil também lançou formatos que ganharam o mundo. O Xou da Xuxa (1986 -1992) foi um deles. O icônico programa infantil apresentado por Xuxa Meneghel alcançou tanto sucesso que serviu de modelo para dezenas de atrações em vários países nos continentes americano e europeu.

Essa é uma das conclusões parciais da pesquisa de Gilson José da Silva. Aluno do 8º período do curso de graduação em Rádio, TV e Internet das Faculdades Integradas Hélio Alonso (Facha), no Rio de Janeiro, Gilson resolveu transformar o seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) em uma investigação em torno dos aspectos que fizeram o Xou da Xuxa, dirigido por Marlene Matos, ser um formato vencedor no Brasil e no mundo.

"Em primeiro lugar, não se pode ignorar a importância que o Clube da Criança teve para a formatação do Xou. Foi na Manchete onde a Xuxa aprendeu a lidar com crianças no palco e desenvolveu vários elementos que se tornaram marcantes, como as personagens e os sorteios de cartas. Os recursos da Globo tornaram essas atrações mais grandiosas", disse Gilson, que também é fã da apresentadora. A pesquisa tem orientação do professor Fernando Morgado, autor do livro Silvio Santos - A Trajetória do Mito e membro da Academy of Television Arts and Sciences.

Xuxa foi a primeira apresentadora da TV Manchete. O Clube da Criança estreou às 17h de 6 de junho de 1983, um dia depois do início das transmissões regulares da emissora. Para Gilson, a espontaneidade da apresentadora cativou o espectador e compensou a falta de recursos do canal. Já na rede da família Marinho, Xuxa deixou sua marca também em outros detalhes, com destaque para o desenho do cenário e da nave, que se tornaria um ícone da cultura pop.

O nome da pesquisa, inclusive, faz alusão à esse elemento cenográfico: "Muito além da nave: o Xou da Xuxa enquanto formato televisivo". "A entrada e a saída triunfais da apresentadora eram fundamentais para a atração. As crianças se encantavam e sonhavam em embarcar com ela para um mundo de fantasia. A nave, os brinquedos e os figurinos da Xuxa ajudaram a construir o imaginário infantil das décadas de 1980 e 1990", comentou Gilson.

A repercussão do Xou da Xuxa foi tão forte que não tardou para surgirem vários programas semelhantes. Até agora, o pesquisador encontrou cerca de 30 atrações, produzidas em oito países, que compartilham elementos comuns ao formato lançado na Globo. Como era de se esperar, o Brasil lidera o levantamento, com 15 produções. A Argentina aparece em segundo, com quatro, seguida pelo México, com dois.

Existem casos muito curiosos. Na Colômbia, por exemplo, houve um programa chamado Todo el Mundo Está Feliz, numa clara alusão a um dos versos música "Tindolelê", que, em espanhol, virou "Chindolele". A apresentadora, Xiomara Xibille, também era loira e intercalava brincadeiras com músicas e mensagens de otimismo. 

A adaptação peruana foi uma das que fez mais sucesso. Lançada em 1989 pela Panamericana Televisión, El Show de July, comandada por Yuly Maiocchi, tinha até a sua própria versão do Dengue.  

Xuxa, inclusive, apresentou programas fora do Brasil. Na Argentina, ela é idolatrada até hoje e alcançou grandes índices de audiência durante a década de 1990 nas redes Telefe e Eltrece. A rainha dos baixinhos também comandou atrações nos Estados Unidos e na Espanha, sendo que esta versão também chegou a ser exibida na Venezuela pela extinta Radio Caracas Televisión (RCTV).

"Contando ou não com a apresentação da Xuxa, a verdade é que os principais elementos do formato do Xou podem ser encontrados em todas essas versões, ainda que muitas emissoras não tivessem os mesmos recursos financeiros e tecnológicos da Globo. O protagonismo das crianças, as mensagens educativas, as brincadeiras e os musicais representam isso", disse Gilson.

O professor Fernando Morgado defende a importância do Xou da Xuxa para a história da televisão brasileira:

"O Xou da Xuxa é um dos melhores exemplos de formato genuinamente brasileiro. Ele prova que os nossos profissionais têm total capacidade e competência para criar fórmulas que se encaixam nas demandas do público nacional e, ao mesmo tempo, atraem multidões em outros países, independentemente das diferenças culturais, econômicas e até idiomáticas de cada mercado".

35 anos do Xou da Xuxa

Em junho, o programa completou 35 anos da estreia na Globo. Em entrevista ao NaTelinha, Xuxa falou que sobre ter apresentado o Xou da Xuxa e defendeu sua reprise na TV.

“E eu era politicamente incorreta, quase tudo que eu falei, fiz e fazia, naquela época, fazia parte daquela época. Todo mundo falava daquele jeito, tudo mundo agia daquele jeito e eu não podia ser diferente. Então é até legal pra vê e comparar o que é o dia de hoje, o que são as coisas que acontecem e o que não pode mais fazer. E tá lá, como se você fosse num museu e prestasse atenção em coisas do passado e que não existem mais, mas que faziam parte daquele contexto todo e estava tudo bem, naquela época, mas hoje não mais”.

Xuxa Meneghel

Xuxa completou: "Gostaria sim de ver (a reprise do programa), acho que vai ser uma volta ao passado na memória afetiva de muita gente. Iria ser bem legal. Quando a gente é criança, a gente vive um momento único, não volta mais. Eu fiz parte desse momento de muita gente, que hoje é mãe, é pai e até já é avô e talvez quisesse rever isso tudo e ter esse sentimento de voltar ao passado. ‘Puxa vida, eu era tão feliz e não sabia’, mas eu sabia, eu senti e queria sentir muito".

Confira a entrevista completa de Xuxa Meneghel :



Participe do nosso grupo no Facebook

Um canal aberto entre o NaTelinha e o internauta, para debate sobre os assuntos da televisão, bastidores, novelas, reality, famosos, audiências, análises e muito mais. Participe!

Participar
Mais Notícias