Reportar erro
Nostalgia

O que aconteceu com o Dengue e o Praga do Xou da Xuxa?

Roberto Bettini e Armando Moraes foram grandes parceiros

Dengue (à esquerda) e Praga (à direita) no Xou da Xuxa em foto montagem
Dengue e Praga no Xou da Xuxa - Foto: Montagem
Redação NT

Publicado em 01/04/2021 às 05:57:00

Entre 1986 e 1992, Dengue (Roberto Bettini) e Praga (Armando Moraes) foram grandes parceiros de Xuxa Meneghel no Xou da Xuxa. O enorme mosquito, vestido de amarelo e vermelho, e o homem de tartaruga eram responsáveis por ajudar a apresentadora na organização e na animação do auditório. Com quase 35 anos desde a estreia do programa da Globo, muitos se perguntam por onde andam os dois atores.

“Nós éramos coadjuvantes, nunca fomos protagonistas. Como não tínhamos texto, a gente tinha que se virar, fazer alguma coisa. O Praga tinha o estilo dele, e eu corri atrás do meu para poder fazer alguma palhaçada porque a Xuxa sempre brilhou muito”, relembrou Roberto, atualmente com 52 anos, em uma entrevista ao UOL em 2016.

Com tantos anos desde o fim da atração, Bettini chegou a fazer sucesso fora do país e garante que não tem saudade do Xou da Xuxa. “Não sou um cara nostálgico em relação ao meu passado. Tive o privilégio de conhecer grandes pessoas, grandes lugares. Conheci Sophia Loren, Pelé, Roberto Carlos, pessoas que nunca imaginei conhecer e acabei ficando próximo”, relatou.

Ayrton Senna namorou Xuxa e Roberto teve a oportunidade de conversar com o piloto de Fórmula 1 na época. “A gente conversava muito, batia altos papos sobre as corridas e o Alain Prost, que era o grande rival dele. A gente conversava muito sobre as brigas, sobre tudo”, declarou.

Há 21 anos, Roberto mora em Cerejeiras, Rondônia, ao lado da esposa Mônica e os filhos, Paulo Henrique, jogador profissional de futebol, Paulo Roberto e Ítalo. Atualmente, ele trabalha como produtor artístico, sendo responsável por exposições agropecuárias.

Pelo Instagram, adora publicar fotos da família. No dia 23 de março, última imagem postada no seu perfil, ele homenageou um dos filhos, que estava fazendo aniversário. “Agradeço a Deus, pelos filhos maravilhosos”, escreveu na ocasião.

A morte do Praga do Xou da Xuxa

Em 2003, Armando Moraes morreu aos 38 anos, vítima de infarto, no Rio de Janeiro, mas pouco se teve informações na imprensa na época. Xuxa ficou em silêncio sobre o tema por um bom tempo, mas o público só ficou sabendo do óbito quando ela comentou em sua página do Facebook, em 2013, explicando o motivo da morte.

Roberto apontou o comportamento da Xuxa como um equívoco e elogiou seu ex-companheiro de cena. “Quando o conheci, ele trabalhava com o palhaço Carequinha na Manchete. Ele era uma pessoa boa, genioso demais. Era namorador, gostava de tomar uma cervejinha, mas muito gente boa. Depois nunca mais vi a figura do Armando”, explicou.

“Soube que ele morreu dois anos depois. A mídia não falou nada. Achei uma falta de respeito absurda. Achei até um erro da própria Xuxa. O cara merecia no mínimo uma homenagem. A partir dali fiquei meio desiludido. Você fica oito, nove anos com essa pessoa, ela morre e ninguém fala nada?”, desabafou na época.

Praga chegou a participar do Planeta Xuxa, mas não ficou muito tempo ao lado de Xuxa. Por causa de problemas de saúde, pediu demissão da Globo e resolveu abandonar a vida pública.

O que aconteceu com o Dengue e o Praga do Xou da Xuxa?

Em 2017, o Domingo Show, programa comandado por Geraldo Luís na Record, convidou Dengue para reencontrar a família do Praga. “Ela é uma grande figura, é como uma segunda mãe”, disse Roberto ao rever a mãe de Armando.

“Onde quer que ele [Armando] esteja, espero que se sinta vivo aqui conosco hoje”, comentou o produtor. A família e o ex-integrante do Xou da Xuxa sentaram no sofá e assistiram imagens exclusivas da época que os dois trabalhavam juntos na década de 1980 e 1990.

Relembre a dupla no vídeo abaixo:




Mais Notícias
Outros Famosos