Reportar erro
Crítico de Trump

Alec Baldwin virou bode expiatório por opiniões políticas, diz irmão

Ator era crítico de Donald Trump

Alec Baldwin e Daniel Baldwin em foto
Daniel defende o irmão Alec Baldwin - Foto: Divulgação
Redação NT

Publicado em 16/11/2021 às 10:25:00

No centro de uma polêmica por ter matado acidentalmente uma colega de trabalho, Alec Baldwin está sendo perseguido por conta de suas opiniões políticas, diz o irmão Daniel. O ator foi um dos primeiros a atacar Donald Trump e muitas vezes imitou o ex-presidente dos Estados Unidos no Saturday Night Live.

Há poucos dias, foi a vez de Trump dar o troco no seu algoz. "Armas não matam pessoas, Alec Baldin mata pessoas", tuítou o empresário e ex-presidente. "Ele é um alvo", lamentou o irmão do astro do filme Rust, que vem passando por problemas nos bastidores.

De acordo com Daniel, Alec virou bode expiatório por conta de suas posições políticas. Ele declarou que seu irmão não deveria assumir a culpa pelo incidente fatal no set. "Ele fez coisas maravilhosas por diferentes instituições de caridade. Não podemos sensacionalizar o que está acontecendo e perseguir Alec", continuou ao TMZ nesta terça-feira (16).

"É isso que ele enfrenta porque é obstinado. Pessoas obstinadas têm opiniões realmente firmes sobre certas coisas e as pessoas vão se aproveitar dele. Ele é um alvo", acrescentou o irmão, revoltado com a perseguição.

Alec Baldwin virou bode expiatório por opiniões políticas, diz irmão

Processo nas costas de Alec Baldwin

Alec Baldwin e outros funcionários estão sendo processados pelo chefe do departamento elétrico do longa-metragem. O profissional enfatiza que o tiro disparado por Baldwin no set que matou Halyna Hutchins foi uma negligência que custou sua saúde emocional. Ele pede indenização e julgamento com júri e relaa que conhecia a diretora de fotografia desde 2016.

Em documentos obtidos pelo TMZ, o eletricista diz que foi um dos primeiros a tentar socorrê-la, tentando fazer com que ela ficasse consciente. No processo, ainda, coloca em Baldwin a responsabilidade de tomar cuidados com o revólver oferecido.

Na cena da tragédia, segundo ele, Baldwin teria apenas que sacar a arma e apontá-la na direção da câmera e não atirar. "Eles [produção] tentar economizar dinheiro contratando poucos funcionários para manusear armas de fogo. Houve outros lapsos no seto, incluindo violação de normas da indústria, recusa de pedidos de dias de treinamento de armas, etc", contou.



Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Participe do grupo
TAGS:
Mais Notícias
Outros Famosos