Thiago Forato
Reportar
erro
Enfoque NT

Soltos em Salvador vai ter que se reinventar para esquecer fiasco da última temporada

Programa de pegação da Amazon volta em breve, mas agora na capital baiana


Logo do Soltos em Salvador 3
Soltos em Salvador estreia em breve no Prime Video - Foto: Divulgação/Amazon Prime Video
Por Thiago Forato

Publicado em 08/05/2022 às 12:58:00,
atualizado em 08/05/2022 às 13:19:57

A Amazon Prime Video anunciou na última semana que vai produzir Soltos em Salvador, nada mais que uma nova temporada do Soltos em Floripa, mas agora, obviamente, em outra cidade. Escolhendo como pano de fundo a capital baiana, a produção vai ter que ser bastante criativa para oxigenar o formato, que teve uma segunda leva de episódios sem muitos atrativos em 2021.

O reality não tem grandes propósitos. Ele consiste em juntar um bando de homens e mulheres ávidos por sacanagem, vida boa e histórias pra contar. Para não dizer que não fazem nada, "trabalham" em um bar em troca de uma hospedagem numa confortável mansão.

O grande chamariz para a primeira temporada foram as cenas de sexo, que fizeram do De Férias com o Ex, da MTV, uma versão comportada de um reality de pegação. O Soltos em Floripa chocou pelo explícito em um momento que começamos a ficar trancafiados em casa sem saber direito o que estava acontecendo. Ele estreou em 20 de março de 2020, nos primeiros dias de pandemia.

O Soltos em Floripa não tinha lá muita narrativa ou dinâmicas interessantes. Atendeu uma demanda que estava carente por conteúdo com o que nenhum outro reality foi capaz de entregar tão gratuitamente, logo no primeiro episódio.

Duas mulheres que participaram do programa entraram com uma ação contra a Amazon dizendo que assinaram um contrato de cessão dos direitos enquanto ainda estavam alcoolizadas. A Justiça de Santa Catarina, então, mandou que as cenas fossem retiradas. Depois desse "boom", o reality morreu.

Soltos em Salvador parece seguir linha do Rio Shore, da MTV

Soltos em Salvador vai ter que se reinventar para esquecer fiasco da última temporadaElenco da primeira temporada do Rio Shore; reality  que foi ao ar em 2021: assim como Soltos em Floripa, também não tinha propósito nenhum - Foto: Divulgação/MTV

Como o sucesso já era uma realidade, por que não encomendar uma segunda leva de episódios? Com os mesmos participantes, houve frustração, já que foi uma temporada mais light e comedida. Como não tem narrativa, e agora também não tinha mais sexo, perdeu o encantamento e obviamente, o engajamento. Quase não se ouviu falar do programa.

É mais ou menos o que aconteceu com o Rio Shore, franquia da MTV que desembarcou no Brasil em setembro de 2021. Trancando um monte de jovens numa casa de frente para a praia, propondo dinâmicas que instiguem a pegação e confusão, a emissora achou que isso bastaria para fazê-lo bombar, mas foi uma decepção.

Se a MTV esperava algo à altura do De Férias com o Ex, deu com os burros n'água com um programa que muitos sequer sabem que existiu. Tudo isso porque, mais uma vez, ambos os realities não possuem narrativas. Histórias pra contar. Além de claro, em muitas ocasiões parecerem extremamente fakes. O público fatalmente sente quando tenta ser ludibriado. Ninguém pode subestimar sua audiência.


Thiago Forato é jornalista, assina a coluna Enfoque NT desde 2011, além de matérias e reportagens especiais no NaTelinha. Forato também é autor do blog https://parlandodepalmeiras.com.br. Converse com ele pelo e-mail thiagoforato@natelinha.com.br ou no Twitter, @tforatto

Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Participe do grupo
Mais Notícias