Thiago Forato
Reportar erro
Enfoque NT

Anunciado pela Globo, No Limite causa frisson, mas será que ainda tem fôlego?

No Limite teve uma volta decepcionante em 2009, mas o momento é outro

Zeca Camargo No Limite 2009
Zeca Camargo à frente do No Limite em 2009 - Divulgação/TV Globo
Thiago Forato

Publicado em 27/02/2021 às 07:39:47

Primeiro reality show a ser exibido no Brasil, No Limite completa 21 anos de sua estreia em 2021. Baseado no formato Survivor, da rede CBS, o programa foi idealizado por Boninho e contou com quatro temporadas apresentadas por Zeca Camargo em 2000, 2001 e 2009. Com uma última temporada que foi fracasso de audiência, crítica e repercussão, será que ele ainda tem fôlego?

Quando o programa estreou já no longínquo ano 2000, o brasileiro mal sabia o que era um reality show. Gênero que se difundiu no início do século XXI, o formato se expandiu, teve uma curva de desgaste natural, mas voltou com tudo desde que a pandemia do novo coronavírus (Covid-19) começou, há um ano. Big Brother Brasil e A Fazenda atingiram níveis de audiência que não eram alcançados há uma década e isso animou a Globo a resgatar o No Limite e até Silvio Santos a anunciar pela terceira vez o Vivendo com o Inimigo - se vai sair do papel, é outra história.

Dito isso, a expectativa é que o No Limite surfe nessa onda de popularidade. O filão voltou a ser objeto de consumo do público, mas nada é garantia de sucesso, nem mesmo o frisson causado nas redes sociais com sua volta, ainda que conte com ex-BBBs no elenco e a possível apresentação de Marcos Mion.

O formato por si só já é mais distante de um reality de confinamento. A semelhança com a realidade vivida pelo público, guardada as devidas proporções, idem. No Limite também não tem (ou pelo menos, não tinha) exibição diária. Uma transmissão semanal é mais fria que dinâmicas diárias e um pay-per-view recheado.

Os tempos são outros, mas a última edição do programa apresentado por Zeca Camargo não empolgou, embora sua volta também tenha animado os fãs mais nostálgicos. Exibido na faixa das 23h depois do Fantástico, anotou 25 pontos médios, ante os 47 da primeira temporada, 34 da segunda e 33 da terceira. Números incríveis para os patamares atuais, é verdade.

Campeão de 2010 teria vaga no BBB11

Anunciado pela Globo, No Limite causa frisson, mas será que ainda tem fôlego?

Poucos se lembram, mas uma nova edição chegou a ser anunciada para 2010, cujo prêmio, além da bolada em dinheiro, seria a entrada na casa do BBB11. A decepcionante temporada de 2009 foi fundamental para a desistência do projeto, que só voltaria a ser ventilado em 2020, depois da edição bem-sucedida do BBB20.

No ano passado, Boninho chegou a flertar com a possibilidade do regresso daquela que foi sua porta de entrada para o BBB. Com um ano de espera, a ideia ganhou forma e anúncio oficial da Globo.

O No Limite precisa passar por ajustes em sua exibição e algumas alterações, como o próprio BBB passou nos últimos dois anos. Um chacoalhão, que não foi dado lá em 2001 ou em 2009, na sua volta à programação, é imprescindível para o sucesso.

A competição que reúne em uma ilha deserta dois grupos e que são submetidos a diversas provas que testam sua resistência, ao menos, já tem um cartão de visitas, que será o de rostos conhecidos do grande público com ex-BBBs.  Que venha o No Limite.


Thiago Forato é jornalista, assina a coluna Enfoque NT desde 2011, além de matérias e reportagens especiais no NaTelinha. Converse com ele pelo e-mail thiagoforato@natelinha.com.br ou no Twitter, @tforatto 



Mais Notícias