Reportar erro
Superação

Há 20 anos chegava ao fim primeira temporada de No Limite com vencedora "desacreditada"

Elaine não era favorita, mas superou os desafios e saiu com o prêmio máximo

Elaine e Zeca Camargo
Elaine venceu a primeira temporada - Foto: Montagem
Redação NT

Publicado em 10/09/2020 às 06:17:00

Há exatos 20 anos era levado ao ar o último episódio da primeira temporada de No Limite (2000 - 2009), considerado o primeiro reality show brasileiro. Baseado no formato norte-americano Survivor, da CBS, o programa apresentado por Zeca Camargo inovou ao exibir uma produção em que os competidores teriam que mostrar resistência física e psicológica para levar o prêmio de R$ 300 mil e um carro. A vencedora da edição foi Elaine Cosmo, que hoje trabalha em um salão de beleza.

A atração foi idealizada por J.B de Oliveira (Boninho) e a Globo anunciou ao público que os episódios seriam exibidos aos domingos, o que se concretizou. Na época, Elaine tinha 35 anos, mas não entrou no grupo de favoritos por causa do seu peso. Como a competição tinha muitas provas físicas, pouco se acreditou no potencial dela.

Contudo, com muita força de vontade, ela superou todas as dificuldades e ganhou de Pipa na final. Por conta da dieta forçada de 250 calorias diárias da produção, Elaine conseguiu emagrecer 12 quilos. Atualmente, ela faz críticas ao governo Bolsonaro nas suas redes sociais.

Apesar de ter participado da primeira edição, Cosmo não angariou muitos fãs e tem pouco mais de 600 seguidores. Quem a acompanha tem visto publicações dela sobre o serviço de um salão de beleza.

Em 2018, Elaine participou Os Melhores Anos da Minha Vida e fez uma avaliação sobre sua vitória na atração. “O crescimento maior é interior. Você acaba participando de uma coisa que te priva de tanta coisa: convivência dos que você ama, a vida aqui fora, tudo que acontece. Você acaba valorizando mais as pequenas coisas - bem pequenas, mesmo”, comentou.

No Limite e a primeira temporada

O programa estreou em julho e terminou no dia 10 de setembro de 2000. A produção reuniu 12 pessoas, com idades entre 20 e 54 anos, e levou todos para uma praia do Ceará. Os competidores ficaram juntos durante 23 dias em um espaço cheio de coqueiros, matas, vegetação, pequenos desertos e barreiras naturais.

A Globo disponibilizou mais de 100 profissionais para que o trabalho fosse desenvolvido durante 24 horas para filmar cada movimento dos participantes. Os dez primeiros eliminados do reality show receberam automóveis e a segunda colocada levou para a casa R$ 50 mil.

A estreia durou cerca de 40 minutos e os episódios seguintes tiveram 25 minutos de arte, inclusive a final. “Era total novidade até pra gente. Ficava gravando isolado, não sabia de nada. O programa bombando e a gente não sabia de nada. Pra gente foi uma surpresa também, não tinha noção do tamanho que era a mania, a euforia da torcida”, falou Zeca Camargo.

Audiência e sucesso

Há 20 anos chegava ao fim primeira temporada de No Limite com vencedora \"desacreditada\"

O programa foi um verdadeiro sucesso nos domingos e garantiu a primeira colocação para a Globo com folga. O último episódio conquistou uma média de 50 pontos e picos de 55, mesmo indo após o fim do Fantástico, o que garantiu uma segunda temporada.

O site do programa também era um verdadeiro fenômeno na época, quando poucos brasileiros tinham acesso a internet. Mais de 400 mil pessoas entraram na página do reality show nas duas primeiras semanas, inclusive o prestígio chegou em patamares da novela das 20h – atualmente das 21h – e do Jornal Nacional.

Após o fim do programa, a Globo licenciou 25 produtos como bonés, jogos, canivetes, camisetas, livros, entre outras coisas. Os participantes ainda eram levados ao Domingão do Faustão para falar da eliminação e a vencedora Elaine foi levada ao Planeta Xuxa. No Limite ainda ganhou o prêmio de melhor programa em 2000 pela APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte).

Novas temporadas

Há 20 anos chegava ao fim primeira temporada de No Limite com vencedora \"desacreditada\"

A segunda e a terceira temporada de No Limite foram ao ar com alta expectativa do público, contudo, os números e a repercussão passaram longe da primeira temporada. Em 2001, a estreia registrou 34 pontos e o episódio final teve média de 41. Já a terceira temporada anotou 33 de média e o desfecho acabou tendo 38 pontos.

O reality show entrou em hiato durante oito anos e seu retorno ficou ainda mais abaixo do que a primeira temporada. A estreia conquistou uma média de 25 pontos, mas seu último episódio registrou apenas 17 de média. Apesar de ter planejado mais uma edição, a emissora optou por cancelar a atração.

Mais Notícias