Reportar
erro
Resrespeito

Jornalista do SBT é agredido e humilhado durante matéria: "Repórter de cocô"

Iverson Vaz foi hostilizado por grupo de jovens alcoolizados na rua


Mulher indo para cima de Iverson Vaz, que segura um microfone
Jornalista do SBT é agredido e humilhado durante matéria - Foto: Reprodução
Por Redação NT

Publicado em 31/01/2022 às 19:18:07,
atualizado em 31/01/2022 às 19:34:26

Iverson Vaz, repórter da Rede Massa, afiliada do SBT no Paraná, foi agredido e humilhado por um grupo alcoolizado durante a gravação de uma matéria na madrugada de Curitiba, capital paranaense. O jornalista mostrava a briga entre dois grupos de mulheres, quando as agressões começaram. O motivo da discussão não era tão claro, mas havia uma moça que estava em coma alcoólico e outros chegando para ajudar. Contudo outro grupo de mulheres já estavam no local e uma briga generalizada se instalou.

Ao perguntar aos envolvidos o que estava acontecendo, o repórter levou um tapa, foi humilhado e teve seu microfone arrancado da mão. "É o teu c* que tá acontecendo aqui, meu amor. Se você divulgar a minha imagem vou processar você até o c* e você não vai ter dinheiro pra me pagar. Então sai daqui. Vai se fud*r, seu filho da put*... Se sair uma imagem minha na tua mão você está fudid*. Sai daqui, vai dormir, seu bost*", disse a mulher, completamente alterada.

Momentos depois, outras pessoas bêbadas se juntaram para maltratar o jornalista. "Você é um repórter de cocô e não vale nada. Caça defunto do caralh*", disse uma mulher bêbada.

Outra mulher alcoolizada também o humilhou: "Pobre! Pobre! A gente toma champagne de 300 conto", afirmou uma suposta advogada que também estava envolvida na briga. No dia seguinte, Iverson participou do Tribuna da Massa para contar sobre o caso e o âncora Lucas Rocha revelou que o canal vai tomar medidas cabíveis contra os agressores.

"As cobranças vão vir. Conversamos também com a OAB e pedimos um posicionamento. Se aquela mulher realmente for advogada, ela vai responder também na OAB, ela vai ter que sofrer sanções. Nós vamos até o fim nessa luta. O Iverson vai registrar um boletim de ocorrência. Nós já estamos conversando com nosso departamento jurídico, nós já estamos também entrando em contato com outros advogados que se mostraram solidários à situação mandaram mensagem", disse o apresentador.

Assista os momentos das agressões ao repórter:

Repórter vítima cita nome de agressores

O próprio Iverson deixou uma mensagem nas redes sociais falando sobre o caso. "Depois de toda essa agressão sofrida, eu acabei registrando boletim de ocorrência. Pela primeira vez acabei registrando um boletim de ocorrência contra esses agressores: três mulheres e um homem. As três mulheres já estão identificadas. Quem me dá um tapa no rosto é a Fabiana, aquela cheia de tatuagens. Ela inclusive também desferiu um tapa no rosto de um guarda municipal. Nós temos uma outra agressor aqui é a maisa, que se intitulou advogada. Ela me humilhou de uma forma tremenda", citou o jornalista, mais uma vítima de agressões.

"Disse que toma champanhe de R$300. Me senti extremamente humilhado, constrangido exercendo minha profissão. O trabalho de imprensa de certa forma foi cerceada porque tentaram tomar o nosso equipamento, quebrar o microfone, partiram para cima do repórter cinematográfico tentando quebrar o equipamento. A terceira moça é a Paola, essa me agrediu muito, me deu seis socos no peito", contou o repórter da Rede Massa, empresa paranaense do apresentador Ratinho.

Siga a gente no Instagram

Acompanhe nosso perfil e fique por dentro das quentinhas da TV e famosos

ACESSE!
TAGS:
Mais Notícias