Reportar erro
Entrevista exclusiva

Mariana Godoy diz que Carla Cecato foi generosa ao passar o bastão do Fala Brasil na TV

Jornalista estreou na Record na última semana

Mariana Godoy diz que Carla Cecato foi generosa ao passar o bastão do Fala Brasil na TV
Mariana Godoy à frente do Fala Brasil - Divulgação/Record TV

Thiago Forato, com Sandro Nascimento

Publicado em 09/03/2021 às 05:03:00,
atualizado em 09/03/2021 às 11:40:05

Mariana Godoy, 51, estreou na Record à frente do Fala Brasil no último dia 1º de março ao lado de Sergio Aguiar. Num balanço em sua primeira semana, a jornalista analisa a passada da bastão no ar de Carla Cecato, que foi âncora do telejornal por 10 anos, como um ato generoso.  Além disso, Godoy, que vem acordando às 5 da manhã em seu novo dia-a-dia, se classifica como uma pessoa que gosta de adrenalina e que o noticiário matutino tem elementos capazes de fisgar o público mais jovem.

No dia 27 de fevereiro, para divulgar sua estreia no Fala Brasil, Mariana participou da edição especial de sábado que é apresentado por Carla Cecato e Thalita Ribeiro. Neste instante, Cecato desabafou emocionada com a nova âncora do telejornal: “Eu amo o Fala Brasil. Eu pedi para sair do jornal, ela não está roubando o meu lugar. Ela está assumindo um lugar que eu amo e eu desejo tudo de melhor pra você”.

 “A Carla (Cecato) é uma pessoa especial. Tem credibilidade e doçura na dose certa. Ela foi generosa e eu, que já tinha me sentido acolhida pela Salcy (Lima) e o Sérgio (Aguiar) alguns dias antes, recebi esse gesto dela e da Thalita (Oliveira) como um carinho a mais. Encontrei o (Celso) Zucatelli na redação esta semana. Ele veio desejar boa sorte. Esse clima, esse ambiente de cooperação e apoio mútuo são o segredo do sucesso da Record”, elogia Mariana Godoy em entrevista exclusiva ao NaTelinha.

Receba as notícias mais quentes da TV e dos famosos direto no Telegram; acesse nosso canal

Ao ser questionada sobre o que fez para relaxar antes de entrar ao vivo no dia da estreia no Fala Brasil, a jornalista dispara: “Pra relaxar? Quem disse que eu quero relaxar?”. E continua: “ Eu gosto da adrenalina! E eu não fico nervosa, eu fico ansiosa antes de uma estreia, é diferente! É uma sensação muito gostosa e eu curti cada segundo daquela primeira hora e meia da minha participação no Fala Brasil. Foi muito bom! A equipe é incrível! Digo isso de todos os profissionais envolvidos: maquiagem, camarim, estúdio, switcher, redação, direção... a Record TV tem um ambiente que incentiva a produtividade. Todo mundo trabalha feliz e eu também estou”.

Com 32 anos de carreira e com passagens pela Globo, SBT, RedeTV! e Band, Mariana Godoy conta que no logo no primeiro dia à frente do Fala Brasil saiu do estúdio, foi tomar um café e o atendente a reconheceu, mesmo de máscara: “Disse que tinha acordado mais cedo só para ver a minha estreia no Fala Brasil. Eu achei esse carinho especial”, derrete-se.

Os desafios do jornalismo na visão de Mariana Godoy

Sobre sua nova rotina para ancorar o Fala Brasil, Godoy conta que vem acordando às 5h, toma um banho e parte para a redação da Record em São Paulo ouvindo o rádio. “Chego por volta das 6h, Sérgio (Aguiar) também, e a equipe de editores sob comando da Cláudia Marques já está com quase tudo pronto. Eu vejo o espelho, leio as notícias e escrevo alguns comentários. Passo pela maquiagem, troco de roupa às 7h e volto pra redação para conferir os últimos detalhes. Na bancada temos um tablet conectado com tudo o que precisamos saber e o ponto eletrônico para comunicação com a direção do jornal. A minha vida hoje está focada no Fala Brasil”, explica.

À reportagem, Mariana Godoy afirma que há algum tempo surgiram dúvidas sobre o futuro do jornalismo, mas as ameaças se mostraram frágeis, segundo ela. "A qualidade da informação depende de um trabalho de apuração sério e responsável. Empresas tradicionais como a Record sabem como fazer jornalismo com credibilidade. A confiança nesse trabalho é que é a garantia de um futuro promissor", analisa.  Para a jornalista, ainda, os jovens se identificam com o Fala Brasil. A receita? "É um jornal dinâmico, atual e com uma linguagem objetiva e sem frescura", encerra.