Reportar erro
Agradecimento

Neto comemora vacina e promete presente para enfermeira: "Você é uma história viva"

Mônica gravou um vídeo ao apresentador da Band

Mônica (à esquerda) e Neto (à direita) em imagem montagem
Mônica ganhará uma camisa do Corinthians - Foto: Montagem
Redação NT

Publicado em 18/01/2021 às 15:47:00

Neto recebeu nesta segunda-feira (18) um vídeo de Mônica, primeira pessoa vacinada no Brasil, e exibiu no programa Os Donos da Bola. O apresentador prometeu que dará uma camisa do Corinthians para a enfermeira, que é corintiana, clube que o ex-jogador é ídolo. O comunicador se mostrou empolgado com o início da vacinação no país e parabenizou a equipe do Butantan.

“Neto, aqui é a Mônica, a primeira vacinada, deixa eu só te falar uma coisa: sou corintiana! Eu tive a informação que você vai mandar uma camisa pra mim. Estou te mandando um beijo pra você, um beijo no seu coração. Te admiro. Acho seu trabalho muito excepcional, você é um profissional de ponta. Fica com Deus e tudo de bom pra você”, afirmou a enfermeira.

Você está na história do mundo. Você é uma história viva do mundo. A vacina é vida, a vacina é vida pra todos nós. É uma esperança pra todos nós, que eu não estava tendo mais. Eu estava triste [...] todo mundo triste, pensando na minha família, nos meus filhos e você, Mônica, e todo mundo do Butantan, não importa o partido, a religião, o dinheiro, o importante é que a vacina é pra todos nós”, respondeu o apresentador.

Velloso, comentarista da atração, também ficou muito feliz com a vacinação de Mônica. “Ela é do grupo de risco e tá lá trabalhando, cara! Não poderia ter pessoa melhor que representasse toda a dificuldade do pessoal de frente, que está enfrentando essa doença, arriscando a própria vida”, explicou o ex-goleiro. “Esse é o maior golaço dos últimos 500 anos”, completou Neto.

Confira o vídeo:

Neto e a vacina

No ano passado, Neto criticou o presidente Jair Bolsonaro. O ex-jogador ficou incomodado com o fato do Brasil não ter planejado uma campanha de vacinação contra a Covid-19. Ele voltou a tocar no assunto e afirmou que o futebol faz parte desse tipo de situação.

“A gente começa o ano sem planejamento de seringa, de vacina, de onde vai aplicar, quem vai fazer... E o futebol está inserido nisso. E eu tenho o entendimento que a gente tem que falar. A gente não pode deixar de pensar que o Pelé tem que tomar vacina”, declarou.

Mais Notícias