Reportar erro
Ofendeu

Carla Diaz rebate ator de filmes sobre Caso Richthofen: "Brincadeira tem limite"

Atriz "enquadrou" Leo Bittencourt, que pediu desculpas após postagem em rede social

Carla Diaz e Leo Bittencourt em cena dos filmes A Menina que Matou os Pais e O Menino que Matou Meus Pais
Carla Diaz e Leo Bittencourt dão vida a Suzane von Richthofen e Daniel Cravinhos nos filmes A Menina que Matou os Pais e O Menino que Matou Meus Pais - Foto: Divulgação
Redação NT

Publicado em 02/10/2021 às 13:40:00,
atualizado em 02/10/2021 às 13:42:10

Carla Diaz se estranhou com Leo Bittencourt, com quem contracenou nos filmes A Menina que Matou os Pais e O Menino que Matou Meus Pais, ambos sobre o Caso Richthofen. Em rede social, a atriz, que dá vida a Suzane von Richthofen nas produções, não gostou nada de um piada compartilhada pelo colega. “Brincadeira tem limite”, postou.

No Twitter, Leo Bittencourt havia compartilhado o cartaz de um dos filmes, em que o título é substituído por “Topa Tudo por B*ceta”, em referência ao extinto programa Topa Tudo por Dinheiro, de Silvio Santos, sucesso nos anos 1990. Nos longas, o ator interpreta Daniel Cravinhos, que planejou o assassinato dos pais da então namorada.

Carla Diaz não gostou nada da brincadeira e, na mesma plataforma, repudiou a postagem do colega:

“Brincadeira tem limite. Hoje me senti muito desrespeitada como mulher e profissional. Não vou me calar, chega! Inclusive vou fazer uma limpa por aqui… Sempre me pedem para vir no Twitter, mas toda vez é um caos, discórdia e falta de respeito com o próximo. Não compactuo com isso.”

Carla Diaz

Carla Diaz explicou revolta com post de Leo Bittencourt: "É sobre ser mulher"

Em seguida, Carla Diaz compartilhou o tweet de uma seguidora, que disse: “Precisou a garota vir aqui quase desenhando para entender que não é por um fandom, é por sermos mulheres e a brincadeira tem limites. E se eu me senti desrespeitada, imagina ela que estava com a imagem sendo usada! Você não tem que se calar mesmo não”.

A ex-BBB ainda acrescentou: “É sobre isso. Apenas isso! Sobre ser mulher!”. Mais tarde, Leo se desculpou pela publicação:

“Do fundo do meu coração, jamais imaginei que isso pudesse ser ofensivo. Eu não tenho nada a fazer além de pedir desculpa, ouvir e não repetir. Triste de verdade com o rumo que isso tomou. Mais uma vez, desculpas. De fato preciso aprender ainda a lidar com a responsabilidade de ter mais exposição. Fui inconsequente, irresponsável e estendo meu pedido de desculpas a todas as mulheres que se sentiram ofendidas.”

Leo Bittencourt

A Menina que Matou os Pais e O Menino que Matou Meus Pais narram o crime que chocou o Brasil em 2002. Manfred Albert e Marísia von Richthofen foram assassinados pelos irmãos Daniel e Cristian Cravinhos, a mando da filha do casal, Suzane von Richthofen. Dirigidos por Maurício Eça, os filmes estão disponíveis no Amazon Prime Video.



Mais Notícias
Outros Famosos