Reportar erro
Luto

Morre Agnaldo Timóteo, aos 84 anos, vítima da Covid-19

Cantor estava internado desde 17 de março em hospital no Rio de Janeiro

Morre Agnaldo Timóteo, aos 84 anos, vítima da Covid-19
Morre Agnaldo Timóteo, aos 84 anos, vítima da Covid-19 - Foto: Reprodução
Walter Felix

Publicado em 03/04/2021 às 15:53:00,
atualizado em 03/04/2021 às 16:14:12

Morreu na manhã deste sábado (3), aos 84 anos, o cantor Agnaldo Timóteo, por complicações da Covid-19. Ele foi internado em 17 de março e estava desde o dia 27 na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Casa São Bernardo, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Na última semana, o quadro de saúde do artista havia apresentado piora.

"É com imenso pesar que comunicamos o falecimento do nosso querido e amado Agnaldo Timóteo. Ele não resistiu às complicações decorrentes da Covid-19 e morreu hoje às 10h45", detalha a nota divulgada pela família à imprensa.

O texto segue: "Temos a convicção que Timóteo deu o seu melhor para vencer essa batalha e a venceu! Ele viverá eternamente em nossos corações! A família agradece todo o apoio e profissionalismo da Rede Hospital Casa São Bernardo nessa batalha. A família informa que a Corrente de Fé, com pensamentos positivos e orações, permanecerá, em prol de um mundo melhor!".

Relembre a trajetória de Agnaldo Timóteo

Morre Agnaldo Timóteo, aos 84 anos, vítima da Covid-19

Nascido em Caratinga, no interior de Minas Gerais, em 1936, Agnaldo Timóteo ficou famoso como cantor e compositor antes de se dedicar à vida política. De origem humilde, começou a despontar por seu potencial vocal, apelidado em estações de rádio como o "Cauby Peixoto Mineiro" nos anos 1950. Já vivendo em Belo Horizonte, foi aconselhado por Ângela Maria (1929-2018, uma de suas inspiradoras, a tentar carreira no Rio de Janeiro.

Na década de 1960, foi contratado como motorista por Ângela Maria, já uma estrela da época, que também passou a impulsionar sua carreira. Começou a fazer sucesso como intérprete de versões de sucessos internacionais. Com o tempo, firmou-se com popularidade em apresentações no rádio e na TV, tornando-se recordista de vendas.

Já consolidado como cantor popular romântico, ingressou na política. Foi duas vezes deputado federal, nas décadas de 1980 e 1990, pelo Rio de Janeiro. Em 1996, renunciou para assumir o mandato de vereador.

Morre Agnaldo Timóteo, aos 84 anos, vítima da Covid-19

Em 2002, aceitou o convite para integrar o elenco do reality show Casa dos Artistas 3, no SBT. Não saiu vencedor da competição, mas passou a aparecer com frequência em programas de TV, sem escapar de polêmicas. Em 2017, sua trajetória foi relembrada no documentário Eu, Pecador, de Nelson Hoineff.

O cantor nunca se casou, mas teve três filhos: Márcio Timóteo, Marcelo Timóteo e Cícero Teixeira. Seu sobrinho, Timotinho, vinha atualizando amigos e fãs do estado de saúde do tio. No último fim de semana, o artista havia sido intubado em uma tentativa de melhorar a lenta recuperação dos pulmões.

Confira alguns sucessos que marcaram a carreira de Agnaldo Timóteo:



Mais Notícias
Outros Famosos