Reportar erro
Comedy Central Apresenta

Nany People estreia projeto no Comedy Central e revela sonho de talk-show

Ela também relembra participação em A Fazenda: "Elo divisor da minha vida"

Nany People com seu leque
Nany People quer apresentar talk-show - Divulgação/Comedy Central
Thiago Forato

Publicado em 07/11/2020 às 09:52:22

Nany People estreia nesta segunda-feira (9), a partir das 22h, no canal Comedy Central, um novo projeto que reúne humoristas. O Comedy Central Apresenta terá oito episódios temáticos que contará, além de Nany People, com nomes como Leandro Hassum, Thiago Ventura, Fernando Cambota, Christian Figueiredo, dentre outros. "O pessoal pode esperar um show inusitado É a primeira vez que a gente vai fazer sem plateia presente", promete ela em entrevista ao NaTelinha, que fala também sobre o quanto A Fazenda mudou sua vida, a traição de um amigo próximo e a dispensa da próxima novela das sete da Globo.

Para Nany, da mesma forma que o músico toca para o público, o comediante toca o público. "É muito complicado não ter o público ali. Será que a piada está sendo endossada? Entregue? A gente olhava pro lado se o recado foi dado ou não. É um texto inusitado onde falo do começo da pandemia, estava fazendo reposição hormonal... Algumas coisas a gente faz licença poética. Não foi meu primeiro show desde a pandemia, tinha feito shows em dois lugares. Tinha gravado para uma plataforma no Rio de Janeiro. Mas no sentido de não ter plateia presente, foi o primeiro", esclarece.

Pandemia, dispensa da Globo e Ratinho

Nany People estreia projeto no Comedy Central e revela sonho de talk-show

Nany relata que a pandemia, iniciada em março no país, parou sua vida, como a da maioria dos brasileiros. "Eu tava com novela pra fazer, A Morte pode Esperar, que agora se chama Quanto Mais Vida Melhor, e mudou a linha da novela. A morte não vai ser tratada com tanto humor mais. E acabei sendo dispensada", lamenta.

Falando em pandemia, aliás, a Covid-19 fez uma vítima que trabalha diretamente com Nany: o apresentador Ratinho, do SBT, que contraiu o vírus na semana passada. "Recebemos com um susto muito grande que o Ratinho contraiu o Covid. Fizemos o exame do cotonote no hospital em Moema, e o SBT foi muito pertinente, embora tenhamos feito o exame do dedinho na emissora. E todo mundo testou negativo. O Ratinho ficou uma semana sem fazer o programa, mas se superou muito bem e estamos em cartaz novamente desde a semana passada", lembra.

Para ela, é possível fazer piadas com o coronavírus, mas tudo depende da abordagem: "Não do corona em si, mas as situações que o corona fazem acontecer. Faço uma situação que me apaixonei pela mão do entregador de pizza. O comediante faz piada até de fratura exposta. Tem que ter cuidado como se faz, mas a gente faz. Mas é possível fazer sim [piada]. O corona vai não só agir na nossa saúde, mas na nossa saúde social, que é o mais complicado".

Golpe de amigo

Nos últimos dias, Nany foi manchete na mídia por ter tomado um golpe de um amigo próximo. Ela teve o cartão do banco furtado e um desfalque substancial na sua conta corrente. "Nesse mundo de meu Deus, a gente dá o que tem. Não foi a primeira vez, e não será a última que alguém será traído por um amigo", lamenta.

"Fiquei mais triste que 'emputecida' e a amizade acabou. Não tenho a menor confiança, a gente fez um acordo e ele vai me ressarcir mensalmente. E vamos que vamos, a vida não pode parar", diz.

Participação em A Fazenda

Nany People estreia projeto no Comedy Central e revela sonho de talk-show

Participante da terceira temporada do reality rural da Record em 2010, Nany é só elogios: "Mudou minha vida, me tornou mais humana. Deixei de ser personagem e virei persona. A Fazenda realmente foi um elo divisor da minha vida. Saí fazendo eventos corporativo, coisa que não fazia antes. Deixei de ser a Nany People personagem e passei a ser a Nany pessoa".

Se aceitaria ser confinada de novo? Ela é direta: "Nunca diga nunca. O nunca de hoje pode ser sua única possibilidade de amanhã. Sou daquelas que conforme a música toca, a gente dança no salão".

Questionada se toparia ir para o BBB21, que terá famosos, responde: "Não sou tão famosa assim. Acredito que não. Sou conhecidinha, né, meu bem? E nunca diga nunca. Se a proposta for decente, a gente pode aceitar. E se for indecente, pode ser divertida. Tem que ver o que te pega, o que te faz acreditar".

O desejo de um talk-show

Nany sonha com um talk-show na televisão desde que saiu do programa de Goulart de Andrade (1933-2016), na TV Manchete. "Sempre tive a ideia de ter um talk-show, mas um nos meus moldes. Talvez um dia isso aconteça por merecimento de causa", vislumbra.

"Mas ainda não se sentem seguros de deixar a coisa rolar. Capacidade eu sei que tenho, conta do recado eu sei que dou. Na hora certa deve acontecer. Gostaria de ter um programa de entrevistas", conta ela, que recentemente passou a exercitar seu lado entrevistadora no Cá pra Nós, programa de entrevistas do Shopping Cidade Jardim, onde já entrevistou nomes como Sabrina Sato, Marcelo Adnet e Fábio Porchat.

Para encerrar, revela que com a pandemia, aprendeu a não fazer projetos de longo prazo: "Faço tudo em escala de três meses. O que tenho certo é estrear em janeiro o Nany é Pop no teatro Morumbi às sextas-feiras. Por enquanto é isso".

Mais Notícias
Outros Famosos