Mais polêmica

Caso Gugu: Advogado garante que documento comprova união estável: "Prova cabal"

Rose Miriam tenta ser reconhecida no testamento do apresentador

Caso Gugu: Advogado garante que documento comprova união estável:
Rose Miriam tenta o reconhecimento estável com Gugu - Foto: Montagem

Publicado em 28/09/2020 às 15:55:01

Por: Redação NT

A briga pela herança de Gugu Liberato (1959-2019) voltou a repercutir depois que a defesa de Rose Miriam incorporou um documento que pode comprovar o reconhecimento de união estável entre a médica e o apresentador. O advogado Nelson Wilians aponta que essa é a "prova cabal" para que a Justiça reconheça a união estável do comunicador com sua cliente.  O papel foi assinado pelo artista em 2016, o que anularia a declaração assinada pela mãe dos três filhos dele entre 2010 e 2011. A família do artista disse ao Fantástico, no último domingo (27), que o comportamento da viúva é "fanfarronice".

“A declaração assinada por Gugu Liberato, perante o Governo dos Estados Unidos e ‘sob pena de perjúrio’, em que reconhece Rose Miriam como sua companheira de muitos anos e mãe de seus três filhos, é a efetiva comprovação da relação entre eles, além das milhares de outras provas que já estão no processo que também comprovam a União Estável. O documento é a prova cabal que eles mantinham uma relação pública, notória, duradoura, contínua e com objetivo de constituir família”, explicou Nelson Wilians em nota enviada ao NaTelinha.

“Se entre 2010 até o início de 2011 o casal enfrentou uma crise conjugal, logo em seguida se reconciliou e deu continuidade a união, permanecendo a família unida até a trágica morte de Gugu. A declaração, assinada em 2016 pelo o apresentador, torna nulo qualquer outro documento que tenha sido assinado no referido período (2010/2011). Dessa forma, peticionamos no processo de reconhecimento de união juntando a declaração de Gugu que comprova a relação existente entre eles e pedimos a reserva de bens em favor de Rose Miriam”, completou o advogado.

Há quatro anos, o casal se mudou para os Estados Unidos com os filhos e o apresentador transferiu US$ 555 mil para a conta da médica. O objetivo era que esse dinheiro fosse usado para investir em um time de futebol e assim conseguir o Green Card para viver no país. Para que o montante tivesse legalidade, Gugu teria assinado um comprovante explicando que não era uma tentativa de fraude.

Tradução juramentada do original em inglês, cujas partes foram obtidas pelo NaTelinha, aponta fala de Gugu: "Tenho uma companheira muitos anos, Rose Miriam Souza Di Matteo, que é mãe dos nossos três filhos: João, Marina e Sofia".

Depois, dispõe o valor: "Eu presenteei $ 555.000,00 da minha conta que termina em nº 4029 para uso pessoal da minha companheira, que foi creditado na conta dela que termina em nº 4168 do Bank of America em 19 de setembro de 2016. Declaro que o acima exposto é verdadeiro e correto, tanto quanto é do meu conhecimento, sob pena de perjúrio". Perjúrio é o falso testemunho à Justiça, o que é crime nos Estados Unidos.

A defesa de Rose quer que a declaração de 2011 seja desconsiderada pela Justiça. No documento, ela aparece como “solteira, segundo declarou, sem manter relacionamento”. Outro trecho ainda diz que “reconhece que estão ligados tão e somente como pais e, portanto, são responsáveis pelo bem-estar dos filhos”.

Essa é uma das provas que os advogados da família de Gugu têm usado para comprovar que ele não tinha uma relação com Rose. E além disso, a justificativa de que ela fosse uma empresária bem sucedida para demonstrar que não estaria passando necessidades, como chegou a afirmar.

Procurada pelo NaTelinha, a assessoria de comunicação da família do apresentador enviou a seguinte nota: "A defesa dos filhos de Gugu respeita a determinação do sigilo de justiça e não fala sobre o processo. A única resposta foi a enviada ao Fantástico".

No programa dominical da Globo, os advogados da família do apresentador classificaram a iniciativa de Rose como "fanfarronice" e disseram que os dois tinham uma relação de amizade, mas não uma vida a dois.

Herança de Gugu

Após o falecimento do apresentador, em novembro do ano passado, foi aberto o testamento e Rose Miriam ficou sem herança. Ela entrou na Justiça para ter seu relacionamento com Gugu reconhecido como união estável, o que lhe garantiria um percentual da fortuna do artista.

A família do apresentador tem defendido a tese que Rose e Gugu eram apenas amigos e que o desejo do comunicador deve ser respeitado, ou seja, a maior parte dividida entre os três filhos – João Augusto e as gêmeas Sofia e Marina – e o restante entre a mãe dele, dona Maria do Céu – ela terá uma pensão vitalícia – e os sobrinhos.

No meio de tanta confusão, Thiago Salvático revelou que vivia um romance homossexual com o apresentador e entrou na justiça para ser reconhecido como seu companheiro no final da vida, o que também lhe daria direito a um percentual da herança do comunicador. Contudo, ele retirou o processo.


Siga o NaTelinha nas redes sociais

Reportar erro

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!