Chama a polícia!

Golpe do WhatsApp: Bandidos usam nome de afiliada do SBT para praticar crime

Criminosos tenta fazer vítimas em nome da TV Serra Dourada, de Goiânia


Logos da TV Serra Dourada e SBT
Golpe do WhatsApp: Bandidos usam nome de afiliada do SBT para aplicar roubo - Foto: Reprodução
Por Thomaz Rocha

Publicado em 15/06/2022 às 20:51:00,
atualizado em 15/06/2022 às 20:51:35

A TV Serra Dourada, afiliada do SBT em Goiânia (GO), usou as redes sociais oficiais da empresa para alertar que bandidos vem usando o nome do canal para aplicar golpes. Segundo a afiliada, criminosos estão se passando como produtores de jornalismo do canal para tentar tirar dinheiro das pessoas pelo WhatsApp, popular serviço de envio de mensagens.

O NaTelinha entrou em contato com a TV Serra Dourada, que confirmou a informação. A afiliada do SBT também divulgou o número que está aplicando golpes e o verdadeiro WhatsApp da redação.

"A TV Serra Dourada informa que golpistas estão se passando por colaboradores do jornalismo, entrando em contato com órgãos públicos e demais pessoas através do falso WhatsApp: (62) 98578-8067. Pedimos para que todos tenham atenção. Nossa missão é proteger o público em geral contra qualquer tipo de fraude. Ressaltamos que nosso WhatsApp oficial é o: (62) 9859-7000. Em caso de dúvidas, nos acione também pelo Direct no Instagram", alertou a afiliada do SBT. 

Famosos caem no mesmo golpe do WhatsApp ocorrido na TV Serra Dourada

Golpe do WhatsApp: Bandidos usam nome de afiliada do SBT para praticar crime

O golpe do WhatsApp vem sendo aplicado por bandidos por todo Brasil. Inclusive vários artistas já afirmaram terem sido vítimas do roubo digital. Em setembro, Datena relatou outro tipo de golpe que caiu. O âncora revelou que bandidos usaram o número do seu celular para pedir dinheiro para amigos e família.

Em outro caso, a bailarina plus size Thai Morango, que já trabalhou com Anitta e Tiago Abravanel, foi vítima de um golpe em 2021. Ela contou que um estelionatário esvaziou sua conta bancária, roubando R$ 50 mil.

Em muitos casos, bandidos se passam por outras pessoas e empresas para convencer as vítimas a fazerem transferência para uma conta. Especialista em segurança de dados incentivam para que os usuários do WhatsApp ativem a verificação em duas etapas do aplicativo para tentar coibir o crime. 

Siga a gente no Instagram

Acompanhe nosso perfil e fique por dentro das quentinhas da TV e famosos

ACESSE!
Mais Notícias