Reportar
erro
Abriu o jogo

Na Eliana, Carlos Alberto de Nóbrega diz que luta para manter a Praça no ar

Apresentador abriu as portas de seu sítio para Eliana


Carlos Alberto de Bóbrega de camisa branca com expressão assustada no sítio
Carlos Alberto de Nóbrega diz que luta para manter a Praça no ar - Foto: Reprodução/SBT
Por Redação NT

Publicado em 17/04/2022 às 18:15:00,
atualizado em 17/04/2022 às 19:39:35

Carlos Alberto de Nóbrega abriu as portas de seu sítio no interior de São Paulo para Eliana, contou detalhes de sua carreira e como lidou com a rotina na pandemia. Durante a entrevista que foi ao ar na tarde deste domingo (17), o apresentador abriu o jogo e também revelou que luta para manter A Praça é Nossa no ar.

O papo começou com o dono do banco da Praça mostrando seu sítio e contando detalhes sobre a mudança de vida. "Já tenho esse sítio desde 2004, mas na pandemia peguei minha trouxinhas e vim pra cá o ano inteiro. Fui duas ou três vezes a São Paulo e voltava no mesmo dia. Isso aqui é um sonho pra mim. É meu porto seguro", disse.

"Foram férias obrigatórias. Aqui eu me distraía muito, adoro uma piscina. Em jogos aqui, joguei futebol, fazia meus exercícios. Engordei seis quilos agora", detalhou.

Durante o programa, Carlos Alberto falou sobre sua rotina com as gravações de seu podcast. "Gravo na quarta, edito na quinta. Esse programa vai ser sonorizado, na segunda-feira eles mandam pra mim o programa pronto. Sou centralizador, não espalha pra ninguém", disse ele, que afirmou que luta para manter seu humorístico no ar:

"Na minha cabeça, enquanto houver a Praça, não vão esquecer do meu pai. Eu luto pra manter a Praça no ar. É o único programa de humor desse gênero".

Carlos Alberto de Nóbrega confirma A Pracinha para as tardes de sábado no SBT

imagem-texto

Durante a sua entrevista, Nóbrega confirmou um novo quadro humorístico nas tardes de sábado do SBT. De acordo com o apresentador, A Pracinha será uma versão kids do famoso programa e comandada e dirigida pelo seu filho, Marcelo de Nóbrega. A expectativa é que passe a integrar a programação da emissora do dono do Baú a partir de maio.

Já quando o assunto é sua possível aposentadoria, uma vez que circulam boatos sobre, o apresentador não negou, mas ponderou: "Eu tô tirando o pé do acelerador. Se Deus me permitisse, eu queria morrer fazendo A Praça. Eu não quero morrer em uma cama, entendeu? Eu não quero morrer em uma cama, eu quero morrer trabalhando, aquele banco é meu".

Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Participe do grupo
Mais Notícias