Se explicou

Danilo Gentili diz que tentam manchar sua reputação e rebate: "O filme vilaniza a pedofilia"

O apresentador do The Noite participou do Morning Show


Danilo Gentili de camisa preta e fones de ouvido falando para a câmera
Danilo Gentili no Morning Show desta terça-feira (15) - Reprodução/Jovem Pan News
Por Redação NT

Publicado em 15/03/2022 às 13:43:30,
atualizado em 15/03/2022 às 13:55:05

Danilo Gentili participou do Morning Show desta terça-feira (15) e falou sobre a polêmica envolvendo o filme Como Se Tornar o Pior Aluno da Escola, do qual ele foi produtor. O apresentador do The Noite rebateu as críticas e explicou que a ideia pro roteiro surgiu de um livro que escreveu em 2009.

"O que permeia o livro é sempre se questionar ‘Por que devo obedecer?’. E a cena em questão (sobre a pedofilia) é exatamente sobre isso, sobre uma pessoa que se apresenta como o melhor aluno da escola, que seria uma autoridade, pedindo coisas abjetas e absurdas para os alunos, que não obedecem. Então, em momento algum, o filme faz apologia à pedofilia, o filme vilaniza a pedofilia. O filme mostra que não é porque alguém se diz professor e diretor que você deve obedecer sem questionar antes, porque nem toda ordem vinda de uma autoridade é genuína, nem toda ordem deve ser obedecida”, argumentou ele.

Quando foi perguntado sobre o motivo pelo qual ele acha que esse assunto veio à tona somente agora, já que o filme é de 2017 e já está disponível nas plataformas de vídeo há algum tempo, o funcionário do SBT não titubeou. "Eu tenho meus palpites. Eu acho que isso está acontecendo primeiro porque é ano de eleição. Foi editado, nem a cena completa tá lá. Eles editam uma cena dentro de um filme pra dizer que aquilo é pedofilia. Isso já aconteceu várias vezes. Não só comigo, mas com outras pessoas", apontou ele no programa da Jovem Pan News.

"Quando a gente tem uma pessoa que é mais independente, que não faz parte de panela de político A ou B, esta panela se volta contra a pessoa porque precisa se anular. Já faz tempo que pedem a cabeça do meu emprego. Se não é por isso, é por twittada. Agora não acharam nada contra mim e foram pegar um filme de 2017", reclamou Gentili, dizendo que sempre tentam manchar sua reputação e "levantaram esse assunto em um momento oportuno para que isso pautasse a semana".

O apresentador ainda lembrou que, quando o longa foi feito, passou por todos os crivos dos órgãos competentes. "Eu viajei até Brasília e eu exibi o filme junto com o comitê do órgão classificatório. O órgão classificatório viu o filme e me deu censura 14 anos porque eles não viram uma cena de cinco segundos editada, eles viram uma hora e meia de filme. Eles viram o contexto todo. Inclusive, na ocasião me parabenizaram. Falaram 'A gente gostou do filme. O filme traz uma boa mensagem, é um filme bom'", contou. Assista à participação de Danilo Gentili no Morning Show:

Ministério da Justiça proíbe exibição do filme de Danilo Gentili após polêmica

Danilo Gentili diz que tentam manchar sua reputação e rebate: \"O filme vilaniza a pedofilia\"

O filme Como se Tornar o Pior Aluno da Escola (2017) foi proibido de ser exibido em qualquer plataforma pelo Ministério da Justiça e Segurança Público nesta terça-feira (15). Caso as empresas não cumpram a decisão, estão sujeitos a desembolsarem R$ 50 mil por dia de multa, informou o site Metrópoles.

A decisão foi tomada em caráter cautelar e a suspensão foi aplicada "tendo em vista a necessária proteção à criança e ao adolescente consumerista". O ministro Anderson Torres, que comanda a pasta, chegou a criticar o filme no último fim de semana. De acordo com ele, há "detalhes asquerosos" na produção e adiantou seria tomada "providências cabíveis".

Apesar do filme ser de 2017, o caso só ganhou repercussão nessa segunda-feira (14). Uma das denúncias da referida cena que mais repercutiram foi a do político André Fernandes (do PL, mesmo partido de Jair Bolsonaro). "Denúncia gravíssima! Atenção pais a mães! Isso não pode ficar impune. Façam a parte de vocês também", pediu ele, mostrando a cena indignando. Após a repercussão, famosos apoiaram o político.

 

Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Participe do grupo
Mais Notícias