Reportar
erro
Segurança

Guerra na Ucrânia: Para evitar ataques, canal transmite jornal da garagem

Emissora ucraniana evita expor funcionários ao perigo


Apresentadores atrás de bancada montada em uma garagem, com carros e pessoas ao fundo
Guerra na Ucrânia: Canal apresenta jornal da garagem para evitar conflitos - Foto: Reprodução
Por Redação NT

Publicado em 26/02/2022 às 17:49:50,
atualizado em 26/02/2022 às 18:04:57

O canal 24 horas, emissora sediado na Ucrânia, vem transmitindo seu noticiário da garagem do subsolo para evitar que seus jornalistas e demais funcionários sejam alvos de ataques. Desde que o conflito da Rússia com o país se instalou, na última semana, emissora vem bolando estratégias para continuar protegendo seus empregados e informando a população sobre o que vem acontecendo no país.

Nas imagens que circulam de um noticiário do canal, os apresentadores aparecem atrás de uma bancada montada na garagem. Pelas imagens dá pra ver carros estacionados e pessoas andando no local. O NaTelinha noticiou que jornalistas vem passando por perrengues enquanto fazem a cobertura da guerra na Ucrânia.

O inglês Clive Myrie, correspondente da BBC em Kiev, capital da Ucrânia, chorou durante sua entrada ao vivo para o BBC News, na edição das 22h, 1h da manhã no horário de Brasília da última sexta-feira (25). O comunicador estava dando informações sobre o primeiro dia de ataques militares russos à cidade quando se emocionou muito com os detalhes sangrentos da operação.

O jornalista estava diante do Mosteiro de São Miguel das Cúpulas Douradas, um dos principais pontos turísticos de Kiev quando não conseguiu conter as lágrimas. Nas redes sociais, internautas comentaram o ocorrido e ficaram comovidos com o choro de Clive.

Jornalista da CNN se assusta com explosões na Ucrânia

Matthew Chance, correspondente da CNN em Kiev, na Ucrânia, ficou em choque quando presenciou os primeiros bombardeios da Rússia na capital ucraniana enquanto fazia um link para a matriz norte-americana. Às 5h10 da última quinta-feira (24), o jornalista ficou assustado com os barulhos das explosões, cada vez mais constantes. "Nunca ouvi nada parecido", espantou-se.

Ao passo que o link avançava, os barulhos também. "Acabei de ouvir uma grande explosão bem atrás de mim. Eu nunca ouvi nada parecido", disse ele. Logo depois, o profissional se abaixou para se proteger de possível ataques e colocou um colete à prova de balas.

Siga a gente no Instagram

Acompanhe nosso perfil e fique por dentro das quentinhas da TV e famosos

ACESSE!
TAGS:
Mais Notícias