Reportar erro
Estreia dia 13

Victor Lamoglia apresenta game na TNT e fez questão de troféu ao vencedor

Humorista comanda o M.E.M.E da Comédia e falou que tipo de humor não cabe mais hoje: "Bullying"

 Victor Lamoglia nos bastidores do programa M.E.M.E da Comédia na TNT com Letícia Lima, Fafy Siqueira e Ed Gama, os jurados da atração
Victor Lamoglia apresenta o M.E.M.E da Comédia na TNT que conta com Letícia Lima, Fafy Siqueira e Ed Gama como jurados da atração - Divulgação
Marcela Ribeiro

Publicado em 02/09/2021 às 07:39:00,
atualizado em 02/09/2021 às 11:27:45

Victor Lamoglia, 28 anos, integrante do canal de humor Parafernalha, estreia como apresentador do M.E.M.E (Mais Espetacular e Magnífico Espetáculo) da Comédia, que estreia dia 13 de setembro, às 23h, na TNT. Em conversa por vídeo com o NaTelinha (veja no final da reportagem), o humorista contou detalhes da atração, que já teve os 15 episódios gravados e conta com 16 participantes de várias regiões do Brasil.

Ex-participante do Que Marravilha! - Aula de Cozinha, do GNT, ele levou uma pequena frustração nesta experiência para pedir à direção do novo programa que o vencedor tenha o direito de levar um troféu para casa. "Tem um troféu e não posso falar ainda com a pessoa leva. Não ia ter troféu e foi ideia minha porque eu falei com a direção que a pessoa tinha que levar uma coisa para casa para colocar na estante porque eu participei de um reality de culinária, onde ganhei o reality e não ganhei um troféu. O que mais queria era ter algo na minha estante para que remetesse essa experiência", conta.

"Falei, tem que fazer um troféu para essa pessoa, nem que eu faça em casa, eu imprimo, tenho impressora 3D vou fazer e dar para essa pessoa".

Victor Lamoglia

Apaixonado pela comédia física e corporal, Victor avalia que tipo de humor não é cabível nos dias de hoje e reflete sobre a opinião de alguns humorista de que o politicamente correto atrapalhou a forma de fazer rir.  "Muita gente coloca o bullying como humor e acho que não é. Muita gente usa desse artefato para falar, estou fazendo graça, estou fazendo piada", opina.

"Não considero o bullying um humor, mas tem gente que assina ali como se isso fosse, e aí usam a desculpa de 'não posso fazer mais isso'. Não é que você não pode, você nunca pode, você não pode zoar uma pessoa a esse ponto e falar que isso é uma piada, isso é ofensa", completa ele, que segue contando o que mais se identifica na arte.

"Gosto muito do humor identificável em qualquer língua.  Sou apaixonado por comédia física, muda, corporal, então no silêncio você consegue fazer graça que alguém que não fala a sua língua vai conseguir entender, tento levar muito para esse lado do palhaço, de você apontar o seu erro, levar a sua cara a tapa para levar a tortada, tento levantar esse estilo em mim em tudo o que eu faço", diz.

Victor Lamoglia diz o que comediante precisa ter para ser o melhor

Por enquanto, ele não pode dar spoiler do programa, mas entrega que lamentou algumas eliminações ao longo do programa e fez questão de segui-los para trocar contato e quem sabe trabalhar junto em breve.

"Você se apega a pessoas que vão embora no meio do caminho, porque humor é estilo, você tem o seu estilo, o que você ri. Eu, em particular, adoro trocadilho, mas tem gente que não gosta, adoro piada boba, gosto de humor corporal e às vezes você mentalmente pensa que passaria essa pessoa, mas no contexto não mandou bem ou a rodinha de votação não aprovou. Você vai meio que se surpreendendo com o que acontece no programa", conta ele.

"Segui todo mundo, estou achando todo mundo muito bom e teve gente que falei, 'essa pessoa aqui quero trabalhar, essa aqui quero gravar junto'. A galera de improviso que falei, 'se vocês montarem uma parada, eu quero, vamos, me chamem para improvisar um dia com vocês'", lembra Victor.

O M.E.M.E da comédia terá 15 episódios de 30 minutos cada e os 16 participantes começam a disputa na fase de grupos. "Os episódios são jogos de improviso, apresentações de stand-up, desafios de trocadilhos, trote de telefone. A gente bota a pessoa à prova para fazer graça em diversas situações", explica o apresentador.   

No final de cada episódio, um participante é eliminado até restarem quatro, um de cada grupo, para se enfrentarem nas semifinais. "Para ser o melhor comediante, acho que tem que ter bagagem de tudo, saber fazer todo tipo de comédia para brilhar em qualquer lugar. Às vezes a pessoa é um comediante de stand-up excelente, mas não consegue ir para outros lugares. Quanto mais completo você for, mais áreas você consegue brilhar", avalia Victor.

Confira a entrevista em vídeo:

Mais Notícias