Reportar erro
Sem papas na língua

Luciano Huck defende repórter da Globo e detona Bolsonaro: "Covardia"

Apresentador não gostou do comportamento do presidente

Luciano Huck criticou Jair Bolsonaro ao defender jornalista
Luciano Huck criticou Jair Bolsonaro - Foto: Montagem
Redação NT

Publicado em 21/06/2021 às 17:50:00

Luciano Huck usou seu perfil do Twitter nesta segunda-feira (21) e se solidarizou com a repórter Laurene Santos, da TV Vanguarda, afiliada da Globo. A jornalista foi atacada pelo presidente Jair Bolsonaro, que a mandou “calar a boca” durante uma coletiva de imprensa em Guaratinguetá, interior de SP.

“Toda a minha solidariedade à repórter Laurene Santos. A jornalista foi atacada ao fazer perguntas pertinentes. Rodeado de bajuladores, o presidente se sentiu à vontade pra humilhar uma mulher que apenas cumpria seu dever profissional de informar. Covardia total”, escreveu o apresentador.

Bolsonaro chegou em um evento em Guaratinguetá sem máscara e foi questionado pela jornalista da Vanguarda. Nervoso, ele mandou pessoas atrás dele ficarem quietas e atacou a imprensa.

“Eu chego como quiser, onde quiser, eu cuido da minha vida. Parem de tocar no assunto. [Presidente tira a máscara] Você quer botar… Me bota agora… Vai botar agora… Estou sem máscara em Guaratinguetá. Está feliz agora? Você está feliz agora? Essa Globo é uma merda de imprensa. Vocês são uma porcaria de imprensa”, disparou.

A repórter Laurene Santos tentou rebater a fala do presidente, mas ele não permitiu e seguiu revoltado. Descontrolado, o governante pediu que a profissional da Globo ficasse calada. “Cala a boca. Vocês são canalhas. Fazem um jornalismo canalha, vocês fazem. Canalha, que não ajuda em nada. Vocês não ajudam em nada. Vocês destroem a família brasileira. Destroem a religião brasileira. Vocês não prestam. A Rede Globo não presta. É uma péssima [sic] órgão de informação”, completou.

Luciano Huck x Bolsonaro

Luciano Huck defende repórter da Globo e detona Bolsonaro: \"Covardia\"

Luciano Huck tem se posicionado politicamente desde 2014, quando apoiou publicamente Aécio Neves e desaprovou o governo da ex-presidente Dilma Rousseff. Em 2018, o apresentador fez um vídeo sugerindo que votaria em Jair Bolsonaro no segundo turno da eleição presidencial.

“Bolsonaro, de novo, não estou falando… levantei os problemas e acho que as pessoas podem, sim, amadurecer. É o que eu estou falando. É uma chance de ouro, né, de ressignificar a política no Brasil. Vamos ver. Vamos aguardar”, comentou na época.

Porém, ao longo do governo bolsonarista, Luciano passou a ser contrário ao comportamento do presidente e chegou a ser cogitado como candidato para derrotar o governante. Na semana passada, em entrevista ao Conversa com Bial, Huck afirmou que votou nulo no segundo turno.



Mais Notícias