Reportar erro
Inusitado

Danilo Gentili é testado em pesquisa presidencial e empata com Luciano Huck

Humorista do SBT foi colocado em pesquisa encomendada pelo MBL

Danilo Gentili com as mãos na cabeça no cenário do The Noite
Danilo Gentili empata com Huck e outros nomes conhecidos em pesquisa - Foto: Divulgação/SBT
Redação NT

Publicado em 06/04/2021 às 11:36:23,
atualizado em 06/04/2021 às 12:29:23

O nome de Danilo Gentili foi colocado como um hipotético nome para disputar as eleições presidenciais de 2022 pelo MBL (Movimento Brasil Livre) em uma pesquisa. Nela, o humorista apareceu empatado com 4% na preferência dos votos ao lado de Luciano Huck, segundo informou a jornalista Mônica Bérgamo em sua coluna na Folha de São Paulo.

Além de Huck, nomes como João Dória (PSDB), Ciro Gomes (PDT) e Luiz Henrique Mandetta, ex-Ministro da Saúde, também apareceram com a mesma porcentagem de votos (4%). A pesquisa foi realizada pelo IPE (Institutos de Pesquisa & Estratégia).

Renan Santos, que é coordenador nacional do MBL, afirmou que a ideia de incluir o nome de Gentili surgiu de uma sondagem após observarem o nome do humorista como um sucessor de Jair Bolsonaro (sem partido).

Tudo começou depois que a Câmara dos Deputados apresentou um pedido de prisão contra Gentili ao STF (Supremo Tribunal Federal). De acordo com ele, o povo deveria "socar todo deputado".

O posicionamento de Danilo Gentili

O contratado do SBT chegou a sugerir: "Quando eu for presidente me comprometo a dar uma canetada e criar a imunidade cidadã: todo cidadão terá imunidade para xingar o político que quiser. Se político que é sustentado pelo povo pode ter imunidade parlamentar o cidadão também deve ter imunidade contra eles”.

A nova postagem irritou a Casa de Leis e outro ofício foi enviado ao STF. “[Ele] persiste na conduta delitiva, evidenciada pela incursão na seara criminosa de propor atos de violência e desprezo, causando franca desordem aos caros preceitos democráticos”, diz o trecho do documento divulgado pelo site O Antagonista.

Em fevereiro, Gentili criticou a chance da PEC da imunidade parlamentar ser aprovada. “Eu só acreditaria que esse país tem jeito se a população entrasse agora na Câmara e socasse todo deputado que está nesse momento discutindo PEC de imunidade parlamentar”, postou o comunicador do The Noite, mas depois ele apagou.

A ação foi articulada pelo deputado Luis Tibé (Avante-MG) depois de um pedido do parlamentar Celso Sabino. Os dois são da base aliada do atual presidente da Casa de Leis, Arthur Lira. A petição compara a postagem de Gentili com a do deputado Daniel Silveira, preso depois que ameaçou ministros do STF.



Mais Notícias
Outros Famosos