Reportar erro
Ex-comentarista

Gazeta homenageia Dalmo Pessoa, pioneiro do Mesa Redonda, morto aos 78

Flávio Prado relembrou amizade com jornalista no início da carreira

Dalmo Pessoa, pioneiro do Mesa Redonda, morreu aos 78 anos
Dalmo Pessoa, pioneiro do Mesa Redonda, morreu aos 78 anos - Foto: Reprodução/TV Gazeta
Paulo Pacheco

Publicado em 06/10/2020 às 20:00:01

O Gazeta Esportiva desta terça-feira (6) encerrou com uma homenagem a Dalmo Pessoa, pioneiro do programa Mesa Redonda, que morreu aos 78 anos. O jornalista estava internado em São Paulo com pneumonia e tinha outros problemas de saúde, como perda de memória.

A apresentadora Michelle Gianella lamentou a perda do ex-colega e desejou força aos familiares, enquanto Celso Cardoso relembrou o apelido pelo qual Dalmo chamava suas fontes: "raposa felpuda". Flávio Prado contou como o jornalista foi importante para o início de sua carreira profissional.

"No Futebol É com Onze [primeiro nome do Mesa Redonda], ele pegou um moleque lá da Penha, vizinho dele de três, quatro quadras, um moleque malouqueiro, todo cabeludão, que não sabia direito o que falar mas ele achava até que o moleque falava coisa com coisa", recordou Flávio Prado.

O apresentador do Mesa Redonda também revelou ter sofrido com o estado de saúde do amigo: "O Dalmo estava doente havia um tempo, e era um desespero para a gente saber que um cara como ele estava indo embora, mas a gente sabia que estava".

Dalmo Pessoa também trabalhou nas rádios Tupi, Record e Bandeirantes. Em 2011, foi homenageado pela ACEESP (Associação dos Cronistas Esportivos do Estado de São Paulo) pela trajetória no jornalismo esportivo.

Veja a homenagem do Gazeta Esportiva a Dalmo Pessoa:

Mais Notícias