Ícones de uma geração

Xena e Gabrielle: Por onde anda o "casal lésbico" que movimentou os anos 90?

Seriado fez grande sucesso nos anos 90


Xena e Gabrielle em ação na série
Xena e Gabrielle em ação; dupla fez sucesso nos anos 90 - Foto: Divulgação/NBC
Por Redação NT

Publicado em 06/07/2022 às 05:17:00,
atualizado em 06/07/2022 às 11:09:06

Sucesso que marcou toda uma geração, Xena: A Prinecesa Guerreira contou com seis temporadas distribuídas em 134 episódios entre 1995 e 2001. Com repetidas exibições tanto no SBT como na Record, o seriado apresentou uma relação dúbia entre a protagonista e sua fiel escudeira, Gabrielle, vivida por Renee O'Connor. Por onde andam?

Lucy Lawless, que deu vida à Xena, se transformou em um dos grandes ícones da comunidade lésbica mundial no fim dos anos 90. Aos 54 anos de idade, é casada com Robert Tapert desde 1998 e abocanhou algumas participações em filmes e séries depois de 2001.

De lá pra cá, Lawless fez participações em Homem Aranha (2002), Tarzan (2003), EuroTrip (2004), Battlestar Galactica (2005-2008), Veronica Mars (2006), Um Faz de Conta Que Acontece (2008). A atriz possui uma filha ainda do primeiro casamento e possui outros dois com o atual esposo. Ela também sofreu um aborto espontâneo em 2001.

Na adolescência, Lawless sofreu bulimia, mas conseguiu se ver livre do transtorno em pouco tempo. Um fato que tomou muito do seu tempo foi a questão ambiental. Defensora árdua do meio ambiente, chegou até ser presa no ano de 2012, depois de invadir um navio perfurador da Shell ao lado de seis voluntários do Greenpeace, que assim como ela, se revoltaram em um protesto na Nova Zelândia. Ela queria salvar o Oceano Ártico.

Parceira de Xena, atriz que viveu Gabrielle foi para os bastidores

Xena e Gabrielle: Por onde anda o \"casal lésbico\" que movimentou os anos 90?

Depois que o seriado terminou há 21 anos, Renee O'Connor continuou trabalhando na TV, mas preferiu mesmo ficar nos bastidores. Fez filmes de terror como Monster Ark e Alien Apocalypse e sua última aparição foi em 2017, quando integrou o drama Uma Questão de Fé, além do filme de ficção científica Olhe para o Céu.

A atriz preferiu sair da frente das telas para atuar no bastidor. Ela esteve em produções da Broadway como Annie, Tio Vanya, Mary Poppins e Romeu e Julieta, sendo aclamada por seu trabalho.

Aos 51 anos de idade, é casada desde o ano 2000 com Steve Muir e tem dois filhos.

Xena nasceu de spin-off

imagem-texto

A série que foi criada nos anos 90 nasceu de Hércules, em um arco narrativo de apenas três episódios. Nascia ali A Princesa Guerreira, inicialmente como vilã. Posteriormente, acabou se tornando parceira de Hércules nas batalhas contra os malfeitores e acabou ganhando a simpatia dos telespectadores a ponto de ganhar a encomenda de uma série própria, diretamente da Nova Zelândia.

Fenômeno em diversos países, repetiu o sucesso em terras tupiniquins nas manhãs do SBT e também na Record. O sucesso mundial e atemporal da série fez com que, em 2017, a NBC encomendasse o reboot de Xena, A Princesa Guerreira. Nesta nova roupagem, a produção mostraria a heroína num tom lúgubre e muito mais melancólico. A atriz Lucy Lawless chegou a ser confirmada para o projeto que não viu a luz do dia, já que a emissora americana cancelou após receber os primeiros roteiros.

O projeto, na realidade, foi engavetado pela falta de um roteirista capaz de promover o reboot. Depois ter encontrado Javier Grillo-Marxuach como roteirista e produtor executivo, ele acabou saindo em meados de abril de 2017, o que acabou engavetando o projeto de vez. A saida do profissional teria ocorrido por "divergências criativas".


Acompanhe a TV NaTelinha no YouTube

Resumos de novelas, entrevistas exclusivas, bastidores da televisão, famosos, opiniões, lives e muito mais!

Inscreva-se
Mais Notícias