Reportar erro
Nova gigante

Warner e Discovery se unem para fazer frente à Netflix no streaming

Acordo bilionário originará um gigante da área de mídia

Sede da AT&T
AT&T contraiu mais de US$ 200 bilhões em dívidas - Foto: Divulgação
Redação NT

Publicado em 17/05/2021 às 11:41:00,
atualizado em 17/05/2021 às 12:05:14

A gigante AT&T firmou um acordo para fundir sua marca com a Discovery Inc. Juntas, formarão uma nova empresa independente, segundo anunciado nesta segunda-feira (17). O plano da fusão foi noticiado primeiramente pela Bloomberg e agora, a marca concorrerá com outros gigantes, como a Netflix e Disney.

Segundo com os termos do acordo, a AT&T receberá US$ 43 bilhões à vista e em títulos de dívidas, com os acionistas ficando com 71% da empresa. A nova empresa que surgirá com a Discovery será liderada por David Zaslav, atualmente CEO da Discovery. Os conselhos de ambas empresas aprovaram a transação.

Agora, espera-se que a transação crie um valor substancial para os acionistas da AT&T e Discovery, reunindo as mais fortes equipes de liderança, criadores de conteúdo e biblioteca de séries e filmes no mercado de mídia.

A nova empresa terá união de forças, com apoio da WarnerMedia. Grandes blockbusters, além de notícias, esportes e conteúdo que levam a marca Discovery. A formação da empresa, ainda, terá escala e recursos de investimentos significativos projetados para 2023 de aproximadamente US$ 52 bilhões.

Os desafios da AT&T e Discovery

Daqui em diante, a nova empresa competirá globalmente com gigantes do setor como a Netflix e Disney, que recentemente lançou o Disney+ e agora se prepara para lançar o Star+ por aqui, em 31 de agosto.

A transação combinará a biblioteca de conteúdo vasto e popular da WarnerMedia com a pegada global da Discovery, levando atrações para mais de 200 países. A nova empresa será capaz de investir em mais conteúdo original para seus serviços de streaming, aprimorar opções de programação em TV paga linear e ampliar ofertas de canais de transmissões, oferecendo experiências inovadoras aos assinantes. E novas opções de consumo.

"Esse acordo une dois líderes de entretenimento com forças complementares de conteúdo e posiciona a nova companhia como uma das líderes globais de streaming direct-to-consumer. Ela apoiará o fantástico crescimento e o lançamento internacional da HBO Max com a pegada global da Discovery e criará eficiências que poderão ser reinvestidas na produção de mais conteúdo para dar aos consumidores o que eles querem", declarou John Stankey, CEO da AT&T em comunicado.

O CEO David Zaslav tem ajudado a empresa a crescer por meio de aquisições, como a compra da Cripps Network Interactive, proprietária da HGTV em 2018.

Para tentar fisgar assinantes e consumidores, a AT&T contraiu uma dívida bilionária: US$ 200 bilhões, ou mais de 1 trilhão de reais na cotação atual. A quantia é referente a empréstimo depois de consecutivas aquisições. A empresa vem pagando os acordos, mas vem fazendo outras novas dívidas.

Mais Notícias