Apoiador

Fora da Globo, Chico Pinheiro participa do "Lula in Rio"

Ex-âncora do Bom Dia Brasil marcou presença em comício na Cinelândia na quinta-feira (7) e posou ao lado de Janja, esposa do pré-candidato à presidência


Janja e Chico Pinheiro em comício pró-Lula na Cinelândia, no Rio de Janeiro
Chico Pinheiro foi a comício a favor de Lula, na Cinelândia, usando camiseta do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST) - Foto: Reprodução/Twitter

Chico Pinheiro participou do "Lula in Rio", comício do pré-candidato à presidência da República pelo PT (Partido dos Trabalhadores). O jornalista, que há três meses pediu demissão da Globo após 32 anos na emissora, é um antigo apoiador do ex-chefe do Executivo. Nas redes sociais, ele apareceu em diversas fotos no evento, realizado na quinta-feira (7), na Cinelândia.

No Twitter, apoiadores de Lula postaram fotos em que posam ao lado de Chico Pinheiro. "A gente vem ver o presida e encontra quem? Chico Pinheiro", comemorou um internauta. O ex-âncora do Bom Dia Brasil também posou com Rosângela Silva, a Janja, esposa do pré-candidato, e fez um "L" com os dedos ao lado dela.

Em certo momento, Chico subiu ao palco, onde foi fotografado ao lado de Lula e de outros políticos de esquerda, como Marcelo Freixo (PSB), pré-candidato ao governo do Rio de Janeiro. O ex-global usava uma camisa vermelha do Movimento dos Trabalhadores Sem-Teto (MTST).

O comício promovido no Centro do Rio reuniu partidos de esquerda e movimentos sociais. Além dos citados, estavam presentes ainda os pré-candidatos a vice Geraldo Alckmin (PSB) e ao Senado André Ceciliano (PT) e Alessandro Molon (PSB). Houve um ataque contra os presentes, com a explosão de uma bomba com fezes, e um suspeito foi preso horas depois.

Chico Pinheiro saiu da Globo em abril, “em comum acordo”

imagem-texto

A saída de Chico Pinheiro da Globo foi “em comum acordo”, segundo comunicado divulgado em abril. “Depois de 51 anos de jornalismo diário, 32 deles na Globo, em comum acordo com a emissora, Chico decidiu deixar o dia a dia da vida de repórter, como ele faz questão de se definir. Pretende se dar um sabático e, mais adiante, se dedicar a atividades num ritmo mais espaçado”, disse o o texto assinado por Ali Kamel, diretor-geral de jornalismo da emissora.

Na ocasião, Kamel agradeceu os serviços prestados e elogiou: "De nós, seus colegas e amigos, fica o reconhecimento de ter convivido na redação com um dos grandes jornalistas que a televisão brasileira já produziu e uma das pessoas “boa gente” com quem já compartilhamos histórias e experiências. Entre mim e Chico fica carinho e amizade, e muitas sextas feiras por vir. A ele, agradeço em nome da Globo por toda a contribuição que deu ao nosso jornalismo".

O NaTelinha apurou, na época, que desde 2019 a saída de Chico Pinheiro já era planejada pelos executivos da emissora. O entendimento era de que o ciclo do jornalista já havia se completado. A ideia era buscar nomes mais jovens para mudar a cara do Bom Dia Brasil.

Em cinco décadas de carreira, Chico estava no canal carioca ininterruptamente desde 1996. Antes, além da Globo, ele já havia passado pela Band, pela Record e pela Rádio CBN, entre outras empresas. Desde 2011, comandava o Bom Dia Brasil. Em março de 2020, devido à pandemia da Covid-19, se afastou da bancada por fazer parte do grupo de risco e só retornou em julho de 2021, depois de ter tomado as duas doses da vacina.

Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do Telegram.

Participe do grupo
Mais Notícias
Outros Famosos