Reportar erro
Desabafo

Jornalista da Globo se pronuncia após ser vítima de racismo

Pedro Lins usou as redes sociais para denunciar caso

Pedro Lins posado no estúdio do NE1
Jornalista da Globo se pronuncia após ser vítima de racismo - Foto: Reprodução
Redação NT

Publicado em 26/08/2021 às 17:40:00

Pedro Lins, apresentador do NE1 da TV Globo Nordeste, em Pernambuco, se pronunciou após ser vítima de racismo. O jornalista foi ofendido ao ser parado por uma pessoa, que o agrediu. "Falo com quem na Globo para parar de colocar vocês pretinhos para apresentar o jornal?", teria sido o questionamento do sujeito para Pedro. Nas redes sociais, o âncora desabafou sobre o ataque recitando uma poesia do escritor paulista Pedro Martins.

"Aproveitar pra dizer também, como eu disse ontem a essa pessoa racista. Sorte? Não! Aqui tem muito trabalho, muita força, muito estudo e muita competência", disse Pedro Lins, que também citou o poema:

"Ele pensa que é melhor e tem mais capacidade, mas na verdade é maior a sua imbecilidade. Se o sangue é da mesma cor, e a pele é só uma carcaça, por que tanto desamor? Tanta arrogância de graça", recitou.

Globo é criticada por novela abordar "racismo reverso"

Uma cena de Nos Tempos do Imperador tem sido duramente criticada nas redes sociais, inclusive com comentários de atores da Globo, como Fabiula Nascimento e Fabrício Boliveira. A autora da novela, Thereza Falcão, usou seu perfil do Instagram nesta terça-feira (24) para se desculpar da situação que sugeriu “racismo reverso” na trama das 18h.

No capítulo do último sábado (21), dom Olu (Rogério Brito) reprovou Pilar (Gabriela Medvedovski) de morar na Pequena África, espaço criado para abrigar negros que precisam de proteção e outros que estão livres. Tal atitude do líder da região revoltou Samuel (Michel Gomes), que é namorado da garota.

“Só porque você é branca não pode morar na Pequena África? Como queremos ter os mesmos direitos se fazemos com os brancos as mesmas coisas que eles fazem com a gente?”, questionou o mocinho. Porém, a mocinha concorda com Olu e diz que ela tem privilégios por ser branca.

Internautas ignoraram todo o contexto do capítulo e recortaram o trecho do “racismo reverso”. Isso causou indignação na web e os autores foram detonados. “Inacreditável”, escreveu Fabiula, que atuou em Segundo Sol (2018), trama acusada de não ter muitos negros no elenco em uma história que se passava na Bahia. Emilio Dantas, marido da atriz, foi o protagonista da produção.

Mais Notícias
Outros Famosos