Reportar erro
Pegou mal

Nos Tempos do Imperador causa revolta com discurso associado a "racismo reverso"

Cena exibida no sábado (21) repercutiu nas redes sociais

Gabriela Medvedovski e Michel Gomes como Pilar e Samuel em cena de Nos Tempos do Imperador que causou polêmica nas redes sociais
Em Nos Tempos do Imperador, Pilar é impedida de ficar na Pequena África, para a insatisfação de Samuel - Foto: Reprodução/Globo
Walter Felix

Publicado em 22/08/2021 às 15:00:00

Uma cena de Nos Tempos do Imperador, exibida no capítulo de sábado (21), foi alvo de críticas nas redes sociais. Internautas acusaram a novela das 18h da Globo, escrita por Thereza Falcão e Alessandro Marson, de endossar um discurso sobre “racismo reverso”, supostamente praticado por negros contra brancos, em uma cena dos personagens Pilar (Gabriela Medvedovski) e Samuel (Michel Gomes).

No capítulo 12, Pilar, uma jovem branca, busca morada na Pequena África, já que Luísa (Mariana Ximenes) partirá em viagem e não poderá mais abrigá-la. O local serve de acolhimento e proteção para negros livres, ex-escravizados, e também fugitivos. A moça tenta convencer Lupita (Roberta Rodrigues), que reluta em dividir o único quarto disponível.

A ideia é vetada por Dom Olu (Rogério Brito), considerado o Rei da Pequena África. O líder explica que Pilar terá facilidade para encontrar outro lugar para morar, o que não acontece com os negros. Ela compreende o argumento, mas seu namorado, Samuel, acusa os outros moradores do reduto de discriminação na cena seguinte.

“Só porque você é branca não pode morar na Pequena África? Como queremos ter os mesmos direitos, se fazemos com os brancos as mesmas coisas que eles fazem com os negros?”, questiona o rapaz. Na história, ele é filho de uma mulher violentada pelo Coronel Ambrósio (Roberto Bonfim) e luta para encontrar a irmã, que fora vendida pelo vilão.

Em seguida, Pilar dá uma lição sobre privilégios, reiterando a fala de Dom Olu: “Eu com certeza vou ter oportunidades de conseguir qualquer coisa, muito mais do que aquela menina, porque sou branca. E os brancos têm tudo, mesmo quando não têm nada. Já com os negros, não é bem assim”. Samuel arremata: “Isso tem que mudar. Brancos e negros têm que conviver como pessoas. Só, nada mais”. Clique aqui e assista à cena na íntegra.

Sequência de Nos Tempos do Imperador recebeu críticas no Twitter

Nas redes sociais, a sequência repercutiu negativamente. "Essa novela é cheia de white savior", comentou um telespectador no Twitter, usando um termo em inglês que se refere à chamada Síndrome do Salvador Branco. “Quebrou o tabu antirracista”, ironizou outro. “Vi essa cena hoje e me senti bem desconfortável”, acrescentou mais um. Confira algumas reações:

 

 

 

 

 




Mais Notícias