Reportar erro
Cabe recurso

Justiça decide que Júlio Cocielo não foi racista em post sobre Mbappé na Copa do Mundo

Influenciador se livrou de pagar indenização de R$ 3 milhões

Júlio Cocielo sentado em uma cadeira olhando para a câmera
Júlio Cocielo não foi considerado racista por juiz - Foto: Reprodução/YouTube
Redação NT

Publicado em 09/07/2021 às 14:36:04

O influenciador e youtuber Júlio Cocielo não foi racista no Twitter, é o que decidiu o juiz Caramuru Afonso Francisco, da 18ª Vara do Foro Central Cível de São Paulo. Em decisão publicada nesta sexta-feira (09), o magistrado considerou que as acusações do Ministério Público são infundadas e que o réu não terá de pagar indenização de R$ 7 milhões, como pedia a promotoria.

Em trecho da decisão, o juiz afirmou que o influenciador não foi racista, mas teria se utilizado de "zombaria de estereótipos". "“inclusive para, dentro do papel social do humorista, levar a sociedade a refletir sobre o ranço discriminatório que ainda existe na sociedade e que precisa ser superado dentro de uma sociedade que se diz fraterna, mas uma sociedade que também prima pela liberdade e que jamais pode compactuar com a imposição do 'discurso politicamente correto', diz trecho da publicação.

O magistrado ainda afirmou, em sua decisão, que não há respaldo jurídico para a compreensão de que Júlio Cocielo possa ter feito piadas por estar impregnado em um ambiente de racismo ou mesmo que seu discurso seja considerado de ódio e que tenham potencialidade ofensiva, causando danos sociais, como teria sido dito na petição do MP.

A postagem polêmica de Julio Cocielo

Em 30 de junho de 2018, Júlio Cocielo usou seu perfil no Twitter para comentar a partida entre França e Argentina, pelas oitavas de final da Copa do Mundo para escrever que Mbappé, destaque da seleção francesa na competição "conseguiria fazer uns arrastões top na praia". O caso repercutiu mal e ele apagou todas as publicações de seu perfil.

Ao perder várias campanhas publicitárias, o Youtuber lançou um vídeo em seu canal que, à época contava com mais de 16 milhões de seguidores (atualmente ele está com 20,5 milhões), para se desculpar. "Eu estou aqui consciente do meu erro. Eu não quero tentar ter razão ou tentar debater pela razão em cima de alguma coisa que realmente eu não tenho razão nenhuma", começou. "Eu fiz um comentário muito zoado, muito mal explicado, e gerou toda essa confusão que você está vendo agora. Eu tentei me referir à velocidade dele (Mbappé), e o comentário foi tão infeliz e mal explicado que acabou ofendendo algumas pessoas".



Mais Notícias
Outros Famosos