Despedida

Corpo de Asa Branca é velado em São Paulo

Locutor morreu aos 57 anos, vítima de câncer


Locutor Asa Branca
Locutor Asa Branca faleceu na terça (04) - Foto: Reprodução

Nesta quarta-feira (5), amigos e familiares estão velando o corpo do locutor Asa Branca, que morreu na última terça-feira (4), aos 57 anos, vítima de um câncer na mandíbula. O velório tem acontecido na Assembleia Legislativa de São Paulo.

“Foi muito triste vê-lo no hospital. Nos últimos dias, eu pegava na mão dele e não tinha nenhuma reação. Foi aí que comecei a sentir que iria perdê-lo. Antes, achava que poderia acontecer um milagre. Sempre me mantive conversando com ele. Pedia para ele que fosse acompanhado dos bons espíritos, que ele se permitisse ir para não sentir mais dores”, afirmou Sandra, viúva do locutor.

“Em agosto nos foi dito que não havia mais o que fazer. Ele ficou no tratamento paliativo, lutando, lutando... Ele era muito forte. Sentirei falta de tudo. Ele era muito companheiro. A gente estava junto na alegria e na tristeza. A gente se conheceu na infância e estávamos juntos há 12 anos”, explicou à revista Quem.

O locutor estava internado desde o último final de semana no Instituto do Câncer do Estado de São Paulo, na capital paulista, com saturação de oxigênio muito baixa e fortes dores na região dos tumores.

Mesmo sendo sedado e tomando morfina, as dores não estavam sendo aliviadas e ele não vinha mais se alimentando, além de não reconhecer familiares.

Parentes de Asa Branca confirmaram o falecimento através de um comunicado enviado à imprensa. “É com muito pesar que informo a todos o falecimento do nosso querido Waldemar Ruy Asa Branca dos Santos. Em breve, mais informações”, explicaram. “Nunca abandone um amigo, independente de sua situação”, escreveram os parentes, usando a frase que se popularizou na voz do locutor.

O velório acontecerá até por volta do meio-dia e o corpo de Asa Branca será levado para Turiúba, cidade natal dele, que fica no interior de São Paulo. O enterro deve acontecer na próxima quinta (6).

Carreira de Asa Branca

Corpo de Asa Branca é velado em São Paulo

Waldemar Ruy dos Santos, o Asa Branca, nasceu em 1962 e iniciou a vida na arena, mas como peão. No entanto, em uma das performances, teve o pulmão perfurado pelo chifre de um boi e resolveu mudar os rumos da carreira, ganhando fama como locutor profissional de rodeios

Asa Branca também fez sucesso na televisão, apresentando o Som Brasil e o especial Amigos, na Globo. Marcou presença em diversos programas na TV e no rádio e até participou de novelas, como Mulheres de Areia e Rei do Gado.

No auge do sucesso, chegou a faturar 300 mil reais por mês, mas gastou tudo com bebida e drogas.

Em 1999, contraiu o vírus HIV. Em 2013, ficou hospitalizado por 83 dias, após contrair a chamada "doença do pombo", que atinge o sistema nervoso. Depois de realizar seis cirurgias no cérebro, venceu a doença e voltou aos rodeios, mas adquiriu meningite bacteriana e hidrocefalia, sendo controladas através de medicamentos e exames frequentes.

Asa Branca lutava contra o câncer desde 2017.

Mais Notícias
Outros Famosos