Olhar TV

Bom Sucesso emociona com passagem de ano antecipada

Natal e Ano Novo fora de época foram marcados por cenas poéticas

Bom Sucesso emociona com passagem de ano antecipada
Alberto recitou poema Receita de Ano Novo em momento sublime da novela - Fotos: Divulgação/TV Globo

Publicado em 28/10/2019 às 06:55:33

Por: Thallys Bruno

Costumeiramente, o Natal e o Ano Novo são épocas temidas pelas emissoras de televisão, por conta das baixas audiências provocadas pelo calor, pelo horário de verão (extinto em 2019 pelo Governo Federal) e pelas festividades em si. Na dramaturgia, alguns autores costumam inserir as festas para dentro de suas histórias como forma de evitar que seus principais acontecimentos caiam nestes períodos. No entanto, Bom Sucesso, novela das 19h de Rosane Svartman e Paulo Halm, surpreendeu ao “antecipar” a passagem de ano em relação ao tempo real – resultando em belas e emocionantes sequências.

Ao ser afastado de Paloma (Grazi Massafera) por uma chantagem de Diogo (Armando Babaioff) e Nana (Fabiula Nascimento), Alberto (Antonio Fagundes) viu sua saúde definhar cada vez mais, para desespero da herdeira e do irmão Marcos (Rômulo Estrela). Com a piora do dono da editora Prado Monteiro, a pequena Sofia (Valentina Vieira) traçou um paralelo entre a clássica história de A Bela e A Fera e implorou para que a mãe trouxesse a costureira de volta. A executiva atendeu o pedido e conseguiu convencer a antiga rival a visitar o pai.

E o reencontro foi repleto de emoção e beleza. Praticamente como mágica, Alberto se imagina dentro da obra Um Conto de Natal, de Charles Dickens, no qual um senhor que odeia o Natal é assombrado por três fantasmas. Ele rapidamente acredita que Paloma é uma dessas alucinações, até que acorda e nota a presença da ex-acompanhante. Emocionado, Alberto recupera o fôlego e o vigor, para alegria de todos – menos de Diogo, o mais interessado em sua morte – e a mocinha recebe a proposta de voltar a trabalhar com o milionário, o que custa o namoro com Ramon (David Junior).

Durante o período, Nana também viu sua relação com Mário se estremecer. A executiva rompeu a amizade com o tradutor após este acusar o advogado da editora de tentar matá-lo atropelado (sem conseguir contar com as provas) e depois que Silvana (Ingrid Guimarães) revelou que o amigo de infância transou com a herdeira de Alberto – que logo demitiu Mário, porém foi forçada por Alberto a recontratá-lo. Ao mesmo tempo, ainda se descobriu grávida e, desesperada com a possibilidade do filho ser do antigo amigo, decidiu que ele seria criado por Diogo – apesar deste ter descoberto que é estéril através de Gisele (Sheron Menezzes), que revelou nunca ter conseguido engravidar do amante.

Já a virada de ano contou com Paloma novamente na casa de Alberto, logo após terminar o namoro com o treinador de basquete, e foi repleta de climões. Gisele, cansada do comportamento abusivo do amante, apareceu com um novo namorado, Yuri (Marcello Melo Jr.). Eugênia (Helena Fernandes), por sua vez, não gostou nada de ver a costureira e seus filhos na mansão. Mas o ponto alto da festa, sem dúvida, foi o momento em que Paloma e Marcos, empurrados acidentalmente por Patrick, acabaram caindo na piscina, seguidos por vários convidados da festa.

As divertidas sequências contaram também com um sublime momento em que Alberto, a sós com Paloma, recita para ela o poema Receita de Ano Novo, do mineiro Carlos Drummond de Andrade, reforçando ainda mais o caráter poético impresso pelos autores ao fim de ano. A declamação foi acompanhada por uma bela passagem de tempo que mostrou as outras festas de Réveillon.

A antecipação do Natal e do Ano Novo em Bom Sucesso causou um certo estranhamento na cronologia do enredo de Svartman e Halm. Porém, a bem-vinda sacada resultou em emocionantes sequências que muito provavelmente não teriam a mesma atenção se fossem literalmente exibidas no período natalino. Os autores exploraram com competência e delicadeza a retomada da bela relação entre Paloma e Alberto, “temperada” pelas primorosas referências da literatura brasileira e mundial.

As sequências também aproveitaram brilhantemente o talento de Grazi Massafera e Antônio Fagundes, que desde o início vêm emocionando em certeiras composições e fazendo uma dobradinha de puro talento. A narração de Fagundes para Receita de Ano Novo ainda deixou clara a poderosa voz do grande ator, que há muito tempo não tinha um papel à altura de sua admirável carreira. Grazi, por sua vez, imprime seu carisma a uma mocinha adorável e torcível, algo raro nos últimos anos.

Bom Sucesso vem mostrando a cada capítulo que é possível fazer uma novela popular, leve, despretensiosa e inteligente ao mesmo tempo. E as sequências do Natal e Ano Novo “fora de época” evidenciaram ainda mais as qualidades do enredo de Rosane Svartman e Paulo Halm. Diversão, emoção e literatura se misturaram em cenas de rara beleza, engrandecidas pelo talento dos atores envolvidos e pela competente direção da equipe de Luiz Henrique Rios. Não é à toa o seu merecido sucesso.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!