Thiago Forato
Enfoque NT

Fórmula 1 na Band: Não havia motivos para modalidade mudar de casa

Modalidade fica na Band até 2025


Montagem com o logo da Band e carro da Ferrari
Band renovou os direitos de transmissão da Fórmula 1 - Foto: Divulgação/TV Bandeirantes
Por Thiago Forato

Publicado em 15/06/2022 às 06:07:00,
atualizado em 15/06/2022 às 09:12:13

Dona dos direitos da Fórmula 1 no Brasil há um ano e meio, a Band anunciou a renovação do seu compromisso com a Liberty Media para continuar transmitindo a modalidade até 2025. De fato, não havia motivo algum para que as corridas mudassem de casa a essa altura do campeonato.

A Band conseguiu fazer justamente aquilo que se esperava dela: transmissão com qualidade, não importando o horário que aconteça. Sem problemas para encaixar as corridas na programação, a F1 virou prioridade na emissora.

Longe de achar que o SBT não faria um trabalho igualmente irrefutável - até porque certamente faria -, mas a Band já tem a modalidade intrínseca ao seu DNA. Mesmo após mais de 40 anos depois de transmitir o esporte, o canal do Morumbi praticamente tem agradado gregos e troianos.

Na Band, Fórmula 1 tem audiência mais engajada

Fórmula 1 na Band: Não havia motivos para modalidade mudar de casa

Historicamente, a F1 tem um público bastante qualificado, faixa esta que interessa bastante aos anunciantes. Mas, além disso, é uma audiência fatalmente mais engajada. Ao contrário da Globo que dá 4 pontos fora do ar, a Band consegue angariar um público que não está ali por estar. Quem está, realmente assiste. Na líder de audiência, muitas vezes se deixa lá puramente por hábito. Isso ainda acontece.

Em um acordo como esse, certamente não existe a palavra "gratidão". São negócios. A F1 está bastante valorizada e se não acreditasse que a modalidade está no melhor lugar que poderia estar, não hesitaria em fazer alguma troca.

Fazendo um parêntese, se "gratidão" existisse no meio a Conmebol certamente optaria pela manutenção da Libertadores no SBT, por exemplo. Afinal de contas, foi a Globo que não quis mais o torneio e teve que correr atrás do prejuízo cedendo tudo aquilo que não havia cedido antes. Enfim... Business.


Thiago Forato é jornalista, assina a coluna Enfoque NT desde 2011, além de matérias e reportagens especiais no NaTelinha. Forato também é autor do blog https://parlandodepalmeiras.com.br. Converse com ele pelo e-mail thiagoforato@natelinha.com.br ou no Twitter, @tforatto

Mais Notícias