Thiago Forato
Enfoque NT

Na Band, 1001 Perguntas mostra que gênero sobrevive e é a melhor opção em meio aos enlatados

Zeca Camargo comanda o game-show desde janeiro na Band


Zeca Camargo no cenário do 1001 Perguntas
Zeca Camargo apresenta o 1001 Perguntas nas noites de sexta-feira - Fotos: Divulgação/TV Bandeirantes
Por Thiago Forato

Publicado em 10/06/2022 às 05:57:39,
atualizado em 10/06/2022 às 08:07:43

Depois de uma temporada de 65 programas entre janeiro e maio, o 1001 Perguntas, apresentado por Zeca Camargo, se tornou semanal nas noites de sexta-feira na Band. O gênero game-show que já foi explorado à exaustão no início dos anos 2000, principalmente depois do Show do Milhão (1999-2003; 2009 e 2021) mostra que ainda pode dar um belo caldo, especialmente quando as opções escolhidas não são tão irresistíveis assim.

Desde o dia 16 de maio apresentado uma vez por semana, o game acumula uma média de 1,9 ponto na Grande SP de acordo com dados do Kantar Ibope. A audiência é distante das sessões de filmes de Record e SBT que marcam por volta dos 4, e mais ainda da Globo, que apresenta S.W.A.T dentro da Sessão Globoplay e dá 12, mas o programa surge como a melhor opção de um horário dominado por conteúdo enlatado. No caso dos filmes, produções geralmente surradas.

As noites de sexta-feira, historicamente, sempre foram apontadas como um dia bastante difícil comercialmente. E é verdade, não por acaso é notório a falta de um cuidado e investimento maior na faixa. Entretanto, o próprio SBT em seus áureos tempos, surfava em boa audiência com os filmes da Warner e Disney, e a própria Globo, antes de exibir séries, leva ao ar o Globo Repórter até hoje. Um respiro.

1001 Perguntas traz frescor à Band

Na Band, 1001 Perguntas mostra que gênero sobrevive e é a melhor opção em meio aos enlatados

No game-show de Zeca Camargo, não há de nada de novo. Não reinventa a roda, apenas segue a cartilha do que um bom game tem que ter: ritmo e boas perguntas em um uma atmosfera que atraia o público. E tudo isso sem o termômetro do auditório. O programa testa os conhecimentos gerais de três duplas com questões que envolvem cinema, séries, cultura pop, etc.

Atualmente, pouco se investe no gênero na TV aberta. Podemos elencar o que Marcos Mion fazia no Tem ou Não Tem, Marcelo de Carvalho no ótimo Mega Senha, Celso Portiolli no Domingo Legal e eventualmente Luciano Huck no Domingão com o The Wall e Quem Quer Ser um Milionário?. Sempre com resultados interessantes. Não por acaso, também, estão todos no ar há tanto tempo.

Dito isso, a Band prova que dá para entregar algo diferente para quem sempre espera alguma coisa de uma sexta-feira à noite. Para quem não quer ficar rodando pelos streamings - ou não tem acesso -, ou mesmo zapeando pela TV se não tiver um programa fora de casa, é certamente a melhor opção.


Thiago Forato é jornalista, assina a coluna Enfoque NT desde 2011, além de matérias e reportagens especiais no NaTelinha. Forato também é autor do blog https://parlandodepalmeiras.com.br. Converse com ele pelo e-mail thiagoforato@natelinha.com.br ou no Twitter, @tforatto

Siga a gente no Instagram

Acompanhe nosso perfil e fique por dentro das quentinhas da TV e famosos

ACESSE!
Mais Notícias