Thiago Forato
Reportar erro
Enfoque NT

Sem programação definida aos sábados, Globo não precisa se preocupar com concorrência

Líder isolada nas tardes de sábado, Globo pode se dar ao luxo de experimentar e ousar mais

Luciano Huck franzindo a testa no Caldeirão
Luciano Huck está de malas prontas para o domingo - Foto: Reprodução/TV Globo
Thiago Forato

Publicado em 17/07/2021 às 07:39:05

A Globo ainda quebra a cabeça para saber o que vai colocar aos sábados à tarde e ocupar um buraco de mais de duas horas e meia entre o Se Joga e a novela das 18h30, no lugar do Caldeirão do Huck. Independente disso, pode ter a tranquilidade de ousar e até experimentar um pouco mais, já que a falta de concorrentes à altura é notória na faixa.

O Caldeirão do Huck acabou entregando em um cenário muito melhor do que encontrou, lá no ano 2000. Isso inclui diversos fatores, mas o fato é que quando foi contratado junto à Band, o animador tinha a incumbência de tirar Raul Gil do primeiro lugar da Record, o que acabou demorando cerca de dois anos para acontecer definitivamente.

De lá pra cá, não surgiu mais nada que incomodasse a Globo como Raul Gil conseguiu há 20 anos. O Caldeirão do Huck abocanhou o primeiro lugar e testou os mais diversos quadros. Agora, a missão do marido de Angélica e outro. O sucessor, ou sucessores do horário, vão poder dar as caras sem o temor de fazer a Globo perder a ponta no ranking de audiência.

Sem concorrência: Globo nada de braçada no sábado

Sem programação definida aos sábados, Globo não precisa se preocupar com concorrência

Se antes Raul Gil era imbatível com seus calouros e os mais de 30 pontos na Record, agora o veterano se encontra em outra situação. Ele voltou a gravar há 10 dias no SBT, mas seu programa não tem nada de realmente novo há muito tempo. Desde 2010 no canal de Silvio Santos, teve até um início animador, mas longe daquela potência de outrora.

Atualmente marcando entre 3 e 4 pontos, Raul Gil continua com um programa longo, cerca de três horas e meia, e praticamente parado no tempo. A impressão que se tem é que não existe diferença entre uma apresentação de 2011, 2013, 2018 ou 2020. Parece tudo sempre igual, carente de um frescor natural para quem está há tanto tempo no ar.

Para ajudar ainda mais a Globo, o Caldeirão do Huck chega a enfrentar cerca de 40 minutos o seriado Lassie (1989-1992), uma das apostas insensatas de Silvio Santos. Na sequência, ainda, a emissora exibe o jurássico As Aventuras de Rin Tin Tin (1954-1959).

A Record tem uma programação um pouco menos pior aposta em filmes do Cine Aventura no já tradicional Cidade Alerta. Uma programação um pouco mais viva, e também mais recente que a do SBT, não que isso seja muito difícil.

Trocando em miúdos, a Globo nada de braçada, na mais absoluta falta de concorrência. Um panorama melancólico do que a tarde de sábado se tornou na TV aberta já há alguns anos.


Thiago Forato é jornalista, assina a coluna Enfoque NT desde 2011, além de matérias e reportagens especiais no NaTelinha. Forato também é autor do blog https://parlandodepalmeiras.com.br. Converse com ele pelo e-mail thiagoforato@natelinha.com.br ou no Twitter, @tforatto



Mais Notícias