Enfoque NT

Fracasso no Ibope, Aqui na Band tenta nascer de novo com reformulações

Aqui na Band é desmontado e passa por substanciais mudanças

Fracasso no Ibope, Aqui na Band tenta nascer de novo com reformulações
Luís Ernesto Lacombe foi desligado do Aqui na Band - Divulgação/TV Bandeirantes

Publicado em 27/06/2020 às 09:02:00

Por: Thiago Forato

No ar desde maio do ano passado, o Aqui na Band vem passando por uma severa reformulação nos últimos dias: desligou Luís Ernesto Lacombe, o diretor e criador do programa, Vildomar Batista, e sua mulher, Nathalia, que vinha à frente do matutino da emissora, das 9h às 11h.

Completamente descaracterizado desde sua criação, já que Silvia Poppovic deixou o Aqui na Band em meio a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a verdade é que o programa nunca emplacou. Afinal, flerta com o traço desde o início.

Formato padrão que mistura revista eletrônica com inspirações nos programas americanos fazendo uma mixagem de jornalismo, notícias sobre celebridades, culinária e e prestação de serviços, a atração sempre foi manchete pelas opiniões de seus titulares, Lacombe e Poppovic.

O Aqui na Band, em seus momentos de maior destaque, ganhou cartaz pelos atritos entre eles e aspas dos seus apresentadores. Em um formato pouco dinâmico e engessado, o matinal parece seguir uma espécie de cartilha, que só não era seguida com algumas opiniões e pitacos, gerando embate e repercussão.

É inegável que desde maio do ano passado, o programa tenha feito boas prestações de serviços. Mas era burocrático demais. Para piorar, ninguém aguenta intervalos comerciais com tanta demasia. Um em cima do outro.

Bolsonarismo foi a gota d'água

Conforme apurou o NaTelinha, o estopim para a reformulação do programa, embora ele nunca tivesse pontuado bem no Ibope, aconteceu na última terça-feira (23), quando a produção falou sobre conservadorismo e convidou o jornalista Allan dos Santos e o escritor e analista político Flávio Morgenstern, que são apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, irritando a cúpula do canal.  O diretor executivo de jornalismo da Band, Rodolfo Schneider, não gostou da proposta do programa e reclamou com a alta cúpula.

NaTelinha noticiou que o executivo teria demonstrado irritação ao saber que o dono do site Terça Livre, um dos principais alvos do STF (Supremo Tribunal Federal) no inquérito das Fake News, era um dos convidados e pela forma que o assunto conservadorismo foi tratado. Ele teria pedido ações rígidas com a produção do Aqui na Band e acabou sendo atendido.

Diretor nacional de jornalismo da Band, Fernando Mitre praticamente externou o imbróglio em seu Twitter na ocasião. “A programação diária do jornalismo da Band aberta, sob a minha direção e de Rodolfo Schnneider, é ampla: Primeiro Jornal, Bora SP, Bora Brasil, Brasil Urgente, Jornal da Band, Band Notícias, Jornal da Noite. (Respondendo a muitos)”, escreveu ele.

De fato, os olhos de Lacombe sempre brilhavam quando o assunto era Bolsonaro. Agora vão brilhar em outro lugar...

Reformulação intensa

Historicamente, a Band sempre teve dificuldades no horário da manhã. Dificilmente algum programa consegue passar de 1 ponto no Ibope na Grande São Paulo. Não por acaso, Jogo Aberto e Os Donos da Bola funcionam como uma espécie de galinha dos ovos de ouro. A grade de programação só começa por ali.

Com Zeca Camargo cotado e  Mariana Godoy já na casa, bons nomes para fazerem um projeto do zero não faltam. A Band tem potencial para algo mais arrojado e competitivo. A ver.


Siga o NaTelinha nas redes sociais

Reportar erro

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!