Aniversário de Flávio Cavalcanti

Flávio Cavalcanti, o Senhor dos Domingos, faria 100 anos

Coluna Especial assinada por James Ackel, jornalista, diretor e produtor de teatro e televisão


Montagem com Flávio Cavalcanti no palco do seu programa usando smoke
Flávio Cavalcanti no palco do seu programa na TV Tupi - Foto: Divulgação
Por Redação NT, com James Ackel

Publicado em 15/01/2023 às 16:00,
atualizado em 15/01/2023 às 17:14

Flávio Cavalcanti nasceu em 15 de janeiro de 1923. Se vivo fosse completaria neste domingo 100 anos. Era conhecido como o Senhor dos Domingos, por seu programa sempre ao vivo ao fim da tarde até a noite adentro.

Passava o trator por cima da Globo que já estava cavalgando com grande Ibope. Um detalhe importante era que Flávio não usava videotape. Só aceitava que as reportagens fossem mostradas ao vivo em seu palco. E isto aumentava e muito sua audiência e seu público se deliciava.

Por ironia do destino Flávio Cavalcanti foi perseguido pelo Regime Militar nos anos 70, o mesmo Regime em que ele não apenas apoiava como pegou em armas para participar da Revolução de 64. Mas um episódio fez com que tudo mudasse.

Ao fim de 69, Flávio ficou indignado porque um grupo de torturadores do Regime Militar queria sequestrar a atriz Leila Diniz (1945 -1972) e fazer coisas ruins com ela. Ao saber do que iria acontecer, o apresentador levou a artista para ficar em sua casa em Petrópolis, região serrana do Rio de Janeiro, e impedir que os torturadores a sequestrassem.

Leila Diniz era uma das juradas do seu programa, além de ser uma das grandes atrizes do país. Mas tempos depois, Flavio Cavalcanti perdeu esta casa de Petrópolis por ter sido fiador de um empréstimo que a TV Tupi (1950-1980) pegou em banco e não quitou. E quem acabou pagando foi o Flavio entregando sua própria casa.

Depois do fechamento da TV Tupi, ele jamais foi a mesma pessoa. Ainda fez uma curta temporada na Band e uma média temporada no SBT de Silvio Santos, de quem se tornou grande amigo.

A gente costuma dizer que Flávio Cavalcanti morreu no palco. Durante seu programa no SBT, ele passou mal ao vivo, teve que abandonar a atração e jamais voltou. Flavio Cavalcanti deixou esta vida em 26 de maio de 1986, mas jamais deixou de ser considerado o Senhor dos Domingos.

Assista o momento em que Flávio Cavalcanti infartou ao vivo no SBT

Imagem da thumbnail do vídeo

  • Flávio Cavalcanti sofreu uma isquemia miocárdica ou infarto do miocádio. Após o fim do seu programa no SBT, exibido ao vivo no dia 22 de maio, ele foi levado para o Hospital Unicor, em SP. Quatro dias depois ele faleceu.

 James Ackel é jornalista, diretor e produtor de teatro e televisão. Dirigiu e produziu o Especial Hebe na Band em dezembro de 2020.

Mais Notícias

Enviar notícia por e-mail


Compartilhe com um amigo


Reportar erro


Descreva o problema encontrado